30 de jun de 2012

Lua sua gorda... e linda!

Saudades de um mundo feito céu estrelado. Feito flor abraçada por borboleta. Feito café da tarde e pão com manteiga. Onde a gente se sente tranquilo como se descansasse do barulho que fazem lá fora. Onde, em vez de nos orgulharmos por carregar tanto peso, a gente se orgulha por ser capaz de viver com mais leveza; bordando delicadezas no tecido às vezes áspero das horas. Reinaugurando gestos de companheirismo. Mas, não deixe para depois. Depois é um tempo sempre duvidoso. Depois é distante daqui. Depois é sei lá...

25 de jun de 2012

Escrevinho no caderno


Tem dia em que eu acordo e, de verdade, pouco importam as minhas dificuldades, sejam elas até já desgastadas pelo tempo, sejam elas viçosas, recentemente inauguradas, tudo me parece perfeito. Tudo é como pode ser agora, eu estou onde consigo estar, o tempo das coisas é o tempo das coisas, e isso vale também para cada pessoa que compartilha comigo.


Tem dia em que eu acordo e faço contato com uma gentileza tão linda que desconhece essa história de acertos e erros, sejam meus ou alheios.. Aprendi que quem fala a verdade (e a busca) não merece castigo, metira! São pelas nossas verdades que somos mais castigados. Não importa.A bíblia diz que toda humilhação vem de Deus e serve pra nos moldar. Uma vez na roda do Oleiro, sempre na roda. Viver é trabalhoso e todo mundo se atrapalha, de um jeito ou de outros. Toda gente só precisa de consciência, cura e amor. Toda gente só quer ser feliz. Não há motivo para pressa e também não há estagnação, eu permito que possa simplesmente fluir, sem tentar, em vão, amarrar ou alterar o jeito de dizer das suas cores.


Este sentimento pode durar poucos quarteirões do dia, um monte deles, até mesmo só alguns centímetros de passo, enquanto dura é absoluto. E eu me sinto feliz e grata por tudo, vejo amor, mestria, chance de aprendizado, em cada ínfima coisa que me acontece. Ainda que chova, e às vezes chove muito, a memória da ternura luminosa e imutável do sol me faz lembrar da natureza preciosa da vida. O sol não vai a lugar nenhum, ele fica exatamente onde está, mas a nuvem, o frio, a chuva,.. sempre passam.


Tem dia em que eu acordo e coloco bobagem pra dormir porque a nítida prioridade é a harmonia do meu coração, o contentamento natural que só a escritura é capaz de me nutrir, proteger e me ajudar a seguir. Este sentimento pode durar poucos quarteirões do dia, um monte deles, até mesmo só alguns centímetros de passo, enquanto dura é lembrança da realidade divina perene que é sol por trás da temporária nuvem, da temporária chuva, que possam molhar os olhos do passarinho. Enquanto dura é alegria e descanso e lembro-me do que, de verdade, me importa.



PS: Extraído da memória; com o fim da historia do caderno identidade cristã.
Não é que me veio tudo assim, num lampejo.. Tudo como flashback.

Ta aí.



24 de jun de 2012

Uma lição sobre ser pos moderno

Achei um link de um filme dum livro que eu amei ler.

Então foram as mil emoções coloridas tudo de novo.

Ta aí o link;

20 de jun de 2012

O Pecado e a Glória de Cristo

Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. I Timóteo 1.15




Ninguém jamais terá uma concepção verdadeira do ensino bíblico sobre a redenção, se não possuir clareza de entendimento sobre a doutrina bíblica do pecado. E essa é a razão por que muitas pessoas, em nossos dias, são inseguras e vagas em suas idéias a respeito da redenção. A idéia mais comum é a de que o Senhor Jesus é um tipo de amigo ao qual todos podem recorrer em dificuldades, como se isso fosse tudo a respeito dEle. O Senhor Jesus é esse tipo de amigo - e temos de agradecer a Deus! Mas isso não é redenção em todo o seu escopo, em sua inteireza ou em sua essência. Você não pode começar a avaliar a redenção, até que compreenda o que a Bíblia nos ensina a respeito da condição do homem no pecado e de todos os efeitos do pecado no homem. Permita-me dizê-lo com outras palavras: você não pode entender a doutrina da encarnação de Cristo, a menos que entenda a doutrina do pecado.



A Bíblia nos ensina que o homem estava em uma condição tão deplorável, que exigia a vinda, dos céus à terra, da Segunda Pessoa da bendita e santíssima Trindade. Ele teve de humilhar-se e assumir a natureza humana, nascendo como um bebê. Isso era absolutamente essencial, para que o homem fosse redimido. Por quê? Por causa do pecado e da sua natureza. Por conseguinte, você não pode entender a encarnação de Jesus, a menos que tenha um entendimento claro sobre o pecado. De maneira semelhante, considere a cruz no monte Calvário. O que ela significa? O que a cruz nos diz? O que aconteceu lá? Digo novamente que você não pode entender a morte de nosso Senhor e o que Ele fez na cruz, se não possui um entendimento claro sobre a doutrina do pecado. A completa imprecisão das idéias de muitas pessoas a respeito da morte de nosso Salvador se deve completamente a este fato: e elas não gostam da doutrina da substituição, não gostam da doutrina do sofrimento penal. Isso acontece porque nunca compreenderam o problema e não vêem o homem como um criatura caída no pecado. Estas são as doutrinas fundamentais da fé cristã; não se pode entender a redenção, exceto à luz da terrível condição do homem no pecado.



D. M. Lloyd-Jones

Desejo mudar de desejo

Sempre precisou voar. Muitas vezes quebrou a cara, o coração e a ponta das asas.


Sempre desejou.

Sempre morrendo de pouco em pouco.

Mas também sempre apreciou a ordem assumida, não imposta.

Sempre procurou cumprir o dever compreendido, não o meramente suportado.

Sempre carregou a dor necessária, mas rebelava-se contra a medida de dor que seria dispensável.

Algumas crenças não pode negar, e absolutamente não se importava de ser chamado de personalidade romântica ingênua – sem elas não vivia. Precisava acreditar que todo encontro tem motivo de ser – ainda que pareça às vezes um erro de pessoa. As pessoas são lindas. Muito lindas.

Acreditar – ainda que em cinzas.

Acreditar que viver é melhor que recordar, pois o passado é uma pequena morte.

Acreditar que vale a pena ousar, pois a mediocridade é doce e fácil demais.

Acreditar que renunciar é melhor. E alegrar-se porque todos nascemos para sermos mais felizes do que em geral somos.

Eu, embora não pareça, sou assim: não tenho a presunção da simplicidade.Vou vivendo. Ardo na minha esperança, desabrocho minha dúvida, faço da vida todo dia morte e cruz e da verdade um pressentimento.

Apesar de toda inabilidade, escolho a calma. Apesar dos ferros, construo a dura liberdade. Prefiro a realidade à loucura,e um par de asas tortas aos limites da comprovação e da segurança.

Pelo menos assim quero fazer: o que explode o ponto e arqueia a linha,e traça o contorno que ele mesmo há de romper. Desculpem, mas preciso lhes dizer:

Eu desejo o delírio de uma vida de verdade.



18 de jun de 2012

Tomara

Tomara que os olhos cinzinas das circunstâncias mais doídas não sejam capazes de encobrir por muito tempo os nossos olhos de sol. Que toda vez que o nosso coração se resfriar à beça, e a respiração se fizer áspera demais, a gente possa descobrir maneiras para cuidar dele com o carinho todo que ele merece. Que lá no fundo mais fundo do mais fundo nos reste sempre uma brecha qualquer, ínfima, tímida, para ver também um bocadinho de céu. Uma vida dentro de Deus que vai bem.


Tomara que os nossos enganos mais devastadores não nos roubem o entusiasmo para semear de novo. Que a lembrança dos pés feridos quando, valentes, descalçamos os sentimentos, não nos tire a coragem de sentir confiança. Que sempre que doer muito, os cansaços da gente encontrem um lugar de paz para descansar na varanda mais calma da nossa mente. Que o medo exista, porque ele existe, mas que não tenha tamanho para ceifar o amor ensinado pelo Cristo no novo mandamento que Ele nos deixou. Que haja uma atitude além, que nos faça caminhar outras milhas de cabeça erguida.

Tomara que a gente não desista de ser quem é e sigamos escondidos dentro de Jesus.. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam inexoraveis. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a idéia da alegria.

Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.

Tomara.

Tomara que isso aumente todo dia.
 

Flake.

Quando o peregrino fica triste, achando tudo esquisito, fora de lugar, que tudo pode ser uma mentira, na cabeça mil tristezas e perguntas bobas. Mas não querendo magoar o passarinho dos mil cataventos.. vai ver sonhos invertidos: não pesadelos como imagens de espelho mostrando por antônimos o que você queria ver. Sua caixola contando que o coração ta bagunçado, saiu debaixo do manto de bondade e foi correndo pro outro canto da cidade.

O manto e grande, cabe. O dono do manto sara. E a segunda cintila bonita e ensolarada no meio do frio.


A panela de pressão não é minha! Volta pra casinha já pensamentos, seus malucos.

Ai vai ter sonhos assim; ver só o que e, e sao tantas, coisas coloridas!

Não brigue com a caixola: a verdade mais frágil saberá de você. Encontrara um caminho bonito. So que ele nao e breve, faz rasgar, apagar, faz doer, faz mudar.  E laaaa dentro você ja tem um lugar de plenitude pra morar.. #Jesus

Olha que coisa leve?! O céu mora dentro de você!

A vida anda tão boa, né? A semana nem começou e ja tem promessas lindas. A vida dependente da Cruz, as mil possibilidades todas novas embaladas no papel da, eu vou fazer uma surpresa pra voce. Jesus e assim. Um lindo sem fim.

Se eu conseguisse resumir esse sentimento, diria que ele é inversamente proporcional aos julgamentos rasos, esses que disparamos com tanta facilidade e azedume. As coisas nao sao escondidas. A gente segue. Olha pro sol e fica feliz em saber que ele brilha. E a lua... Jaja fica gorda outra vez. A lua brilha porque alta vive.
Passarinhos vivem no alto, longe dessa coisa toda de gente querendo gaiolas pra ele.

Parece que, ao contrário, quanto mais eu tento compreender, num exercício cotidiano de aproximação e humildade, mais eu me sinto feliz comigo mesma.

Então, vim pra te contar que quando você me ve ver, vai saber  da minha escrita, pois a fim de nunca esquecê-las, trago todas as minhas palavras na ponta da lingua.

Palavras, abraço, gesto, simples gestos de aceitacao e a oração.

A vida e linda. E nada para de acontecer um segundo depois que a lagrima cai.
O sorriso aberto, o vento dos cata-ventos.
O cata dor nao esqueceu, do que Ele sonhou.

Vou ali achar um sonho.

Correr, esperar, errar, cair, levantar...

É pouco.



Mas é o carinho nesse simples escrevinho.
 
Boa semana pra cada um que vive passando pelo meu ninho.
 
 Ouvindo o seu menino bonitinho do jack, olha ele;