29 de mai de 2010

Coisa do pés quentinhos.

Acordo com uma dor no corpo impossível porque à três dias durmo tarde e acordo muito cedo, pego frio e agasalho pouco, sabe como é, sou passarinho e qualquer ameaça de friagem, minha garganta inflama..Deu-se o embrolho!
Garganta bem mais ou menos e dor no corpo.
 Mas cá pra nós gente, acordar às quatro da manha não é cedo não né, ainda é noite. Logo, tenho sono o tempo todo.
Bom, o caso é que hoje pela manhã Lucas sempre naquela energia inesplicavel que só esses pés quentinhos tem, depois da fralda ser retirada, faz xixi na calça...
Eu sem nenhuma condição de levantar, oriento;
-Meu amor tire o shortinho, deixe no cantinho e vá buscar o pano de chão pra gente limpar essa bagunça.
Ele;
-Mãe, fazei xixi na caça, é puquê não deu tempo. Diculpa. Mi pêdoha?
-Lucas tudo bem, mas lugar de fazer xixi é no vaso. Da proxima vamos tentar?
Levantei troquei tudo, coloquei uma nova roupa, chinelo e ele partiu. Eu voltei é logico pra minha caminha.
Quando d'uma hora pra outra ele adentra o quarto com uma nova ideia;
-Mãe queluo issicová o dentchê, porque o icobido tá piquinininho láaaa dentuoh.
-Lucas mamãe ta dormindo, vai lá e poe o banquinho na pia e escova você, não tem problema..
-Livanta maaaaaaaaaaaaaãe, cê tá dodoi é? Jesuisi vai rimbençoáh. Goilias a Deuzu!
-Amém.
Não teve como fugir. Preparei a escova a toalha e o fio dental, pra ele fazer todo o resto sozinho. Voltei pra cama e me virei de costas pra tentar voltar ao soninho.
Lá pelas tantas ouço;
-Olha maaaaaaaaaaaãe...
Me virei e o vi apertando a pasta de dente;
-Nasceu a pata mamãe, ela é nenem ôhssah (rosa)
E eu não pude reistir!
Hahahahahahahahahahaha

.
Esse pés quentinhos viu!

28 de mai de 2010

Aprendi

Senhor, no meio disso tudo quero constuir um altar.
Um lugar de sacrificio.
De morte.
Onde o seu sangue pode me encontrar.curar.lavar.
Onde eu possa estar no seu colo, sendo nos teus braços somente a filha de um Pai que muito me ama.
No meio dessa luta, o Senhor ja fez tudo, o esta consumado não caiu. Não mudou.
Será que essa situação muda a minha fidelidae contigo? Muda minha decisão de te obedecer?
Será que ela me faz menos firmada. Que ela não me afaste de ti.
Guarda-me Deus da corrupção desse mundo. Que eu diminua, para que o Senhor se revele.
Mesmo que a figueira não dê flores. Mesmo que seja tudo contrario.
Mesmo que o encantamento tome conta de tudo e leve. Que vá. Sê livre!
Eu quero levantar esse sacrificio, de so me antenar naquilo que pode me mudar.
Eu me consagro Senhor.

Cantando; Who Am I? - Casting Crowns

26 de mai de 2010

É tempo.

Não pelo que podes me dar, mas por tudo aquilo que és Senhor.
Quem não vive pra servir, não serve pra viver.
Te amo.

#pessoas#vidas#somosum

"Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito." Provérbios 4.18 ...

24 de mai de 2010

Poema em Linha Reta


 
Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo. 
E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,

Indesculpavelmente sujo.

Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,

Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,

Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,

Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,

Que tenho sofrido enxovalhos e calado,

Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;

Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,

Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,

Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,

Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado

Para fora da possibilidade do soco;

Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,

Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo. 

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,

Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida...

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;

Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!

Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.

Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?

Ó principes, meus irmãos, 

Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo? 

Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra? 
Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!

E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,

Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?

Eu, que venho sido vil, literalmente vil,

Vil no sentido mesquinho e infame da vileza. 

é do Álvaro de Campos mas poderia ter sido meu.

How He Loves Us - Kim Walker / Jesus Culture

17 de mai de 2010

Da andança por ai.

Naquele dia era cedinho muitas coisas pra fazer, umas duvidas no ar e a vontade de fazer tudo tão direitinho. É que eu saí de casa sem imaginar  o que  encontraria. E fechei a porta atrás de mim, sem ouvir o conselho da chave. Foram horas e horas num saculejar enlouquecedor e o frio que nunca passava. E caminhei pelas ruas de pedra, sem escutar o canto dos passos. Entrei naquele transposte às pressas, enquanto as rodas e os freios e os carros silenciavam os prenúncios de um pequenino pássaro pousando no fio entre os postes.

Mas nada disso eu pude ver numa noite tão fria, pois é possível despedir-se do quarto onde se mora, trancar a porta atrás de si, guardar as chaves no bolso, subir as escadas correndo, caminhar pelas ruas de pedra, sair às pressas, e até mesmo olhar pela janela de vidro, olhar exaustivamente pela janela de vidro, sem sequer notar que o mundo avisa: não chora que hoje é um dia feliz.

Como o dia era uma quarta-feira, saí de casa sem imaginar o que aconteceria depois; ou como aquele tentava me estender a sua ancorada alegria. A alegria escondida entre as árvores e as rajadas de vento e dos tempos que a gente vai sonhando pra vida e vivendo noutro jeito. A alegria escondida entre os prédios e os raios de sol - os raios que, de tão leves, acariciavam o corpo de todo mundo e fazia quentinho o coração.

Se ao menos eu tivesse notado o quanto uma cidade acolhe, com os seus braços e colo de concreto, o que os outros não quiseram mais; ou se eu tivesse visto as pequeninas flores que as árvores deixavam cair sobre a minha cabeça de moça boba, quase infantil; e como essas flores adornavam os meus cabelos, sem fita e sem laço; se eu tivesse parado um instante, um instante que fosse, para ver o mundo cavando ternuras, na fundura dos seus abandonos, eu teria imaginado o que viria depois.

Mas nada disso eu pude ver numa noite tão fraca, pois eu andava pelas ruas de pedra com os olhos cegos de lágrima: eu inundando as ruas daquele lugar nas águas de minha tristeza; eu transbordando os seus muros e desmoronando as suas casas; eu afogando as pessoas em borrões de verdes e azuis. E só quando as lágrimas despencaram enfim dos meus olhos, refletindo, em seu brilho cristalino, o mundo inteiro lá fora, eu pude enxergar a beleza e sorrir. É assim que gente grande caminha. E pude então ser feliz.

Sono do Justo

Depois da temporada vai que vai de muito trabalho, quero contar que to com muitos textos pra postar no blog e bem feliz com a vida linda e leve.
Olha gente eu nunca pensei que pudesse me surpreender tanto comigo.
Estou bem feliz com os resultados das coisas.
Sabe o negocio de você colocar o pé na estrada e fazer acontecer a sua vida?
#total
Agora só quero encontrar os que estão na CAMINHADA pra crescer, ampliar, mudar, ser...
#mudaréviver
.
Mas como diz o ditado quem muito fala pouco faz.
Então to como na foto acima, fazendo muito sem tempo de falar, escrevendo pro diario, e dormindo o sono do justo.
(tirando um dia desses ai)
Mas a gt rompe.... Deixa as coisas de lado!
To feliz pq essa semana vai dar tempo de ir no salão, levar Lucas na aula, ir na igreja todo dia que Deus deu...
Vai dar tempo de tudo antes de partir novamente.
.

Gostaria de deixar aqui o meu muito obrigada a DoBrasil eventos que me proporciona sempre momentos maravilhosos com a equipe toda....
Trabalho é vida!
As meninas lindas que seguem comigo;
EU VERDADEIRAMENTE AMO MUITO VOCÊS.
ESPECIALMENTE CADA UMA.
COM SEUS PROPRIOS DEFEITOS E QUALIDADES.
VOCÊS SÃO FODA!


.
Agora é beijo e banho Lucaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas!





ps: um beijo pro Bob leitor do blog, cvaleua dica do livro!
vou procurar!