25 de jul de 2012

Carta à igreja de Tiatira- Santidade

Tiatira era um prospero centro comercial no mundo antigo. Descobertas arqueológicas revelaram que Tiatira se orgulha se suas inúmeras corporações. Havia ali associações de padeiros, de artífices de bronze, de fabricantes de roupas e de sapateiros, de tecelões, curtidores, tintureiros e oleiros. Essa característica é particularmente importante para nós porque Lídia, um dos convertidos notáveis de Filipos, era de Tiatira. Lidia era uma comerciante de roupas, descrita por Lucas como “vendedora de tecido de púrpura” (At 16.14). É bem provável que Lidia, nascida de novo em Cristo, ao retornar a Tiatira, tivesse dado inicio a uma igreja cristã em sua cidade.


Em sua carta a Tiatira, Jesus enfatiza a santidade como a marca essencial de uma igreja modelo. Logo no começo da carta Ele faz um caloroso elogio, afirmando conhecer as suas obras, o seu amor, a sua fé, e a sua fé e a sua perseverança. Essas são quatro excelentes virtudes, incluindo a tríade da fé, da esperança e do amor. É interessante observar que enquanto a igreja de Efeso havia deixado esfriar o entusiasmo inicial, a igreja de Tiatira estava fazendo mais agora do que havia feito nos primeiros tempos.

Infelizmente, porém, não era essa a imagem completa da igreja. Uma perigosa erva daninha estava crescendo naquele belo jardim. Ao mesmo tempo em que a igreja de Tiatira apresenta excelentes qualidades, ela é culpada por fazer concessões morais. A igreja tolerava em seu meio uma mulher que se dizia profetisa, simbolicamente chamada de Jezabel, a rainha má de Acabe. Ela estava desviando alguns membros da igreja de Tiatira, tentando convencê-los de que a liberdade cristã permitia a pratica da imoralidade.

Jesus chama-a ao arrependimento, mas ela não parece disposta a se arrepender. Assim, seu juízo inevitavelmente deverá cair sobre ela e também sobre seus seguidores, a menos que se arrependam de seus maus caminhos.

A santidade do domínio próprio e a semelhança com Cristo são também características essenciais de uma igreja-modelo. A tolerância em relação ao mal não é uma virtude. Deus continua dizendo a seu povo: “Sejam santos, porque eu sou santo” (1PE 1.16; veja Lv 19.2)

Sobre #EuCurtoSantidade

O grande problema que tenho tido é que d’uma hora pra outra sem perceber me tornei como aquele ser do eclesiastes, entendendo a idiotice toda dessas coisas que a gente faz dentro do tempo, as bobagens da vida. Daí publiquei uma frase, que foi um boom de comentários, mas olha como não tem nada de ultra; Morte não mata ninguém, o que mata é a existência como morte. O que mata é viver sem Deus.


É claro que cada alma humana quer vinculo noutro nível, mas se não esta aparecendo com a naturalidade, com a dignidade que vale a pena carregar; Porque como diz um amigo meu, tem gente que da pra carregar uma milha mas não dá pra tirar uma cria; então não dá pra carregar... Então você deixa, e segue. Porque a função é essa, dar cria! Ou dentro do vocábulo; fruto! Pelos frutos. E é assim; TEM QUE MULTIPLICAR NA SUA VIDA! Multiplicar, não é subtrair. Quem multiplica se aplica, pra dividir. E dividir é fazer muitas partes inteiras. Então o nível da expectativa é essa.

A gente entende aquele texto do amor na marra, o amor de Deus que ama pra sempre e isso tem que bastar pôh! Tem que bastar pra você!

A gente ta aí pra isso: dar. Se dar. Dar a todos, o olhar amoroso sem o seqüestro afetivo. Só o amor sem barganha, o amor com bons olhos, que ama com decisão pode ajudar alguém no estado de transformação. Isso é a coragem da fé. É convicção dentro e fora agindo e atuando na vida todo dia.

Oro assim;

Toma conta da tua filha porque ela é muito mais, toda tua, muito mais do que jamais poderei te-la. Eu não me tenho! Eu sou exclusivamente tua Senhor. Em nome do teu Filho. Amém.

11 de jul de 2012

Spend my time flowing =D




História de um Homem

Você passa a maior parte do tempo
Tentando entender porque você nunca consegue entender
Justamente o que você está tentando entender
Passe mais tempo vivendo Spend more time living

Você passa a maior parte do tempo
Procurando pelo amor que estará à procura do seu amor
Você ama guardar o seu amor para o amor
Passe mais tempo amando Spend more time loving

Você passa a maior parte do tempo
Falando de si mesmo e como isso é importante para seu ego
Mais do que para qualquer outra pessoa
Passe mais tempo ouvindo Spend more time listening


Você passa a maior parte do tempo
Julgando tudo como se até soubesse de alguma coisa
Há mais nas coisas do que somente uma coisa
Passe mais tempo respeitando Spend more time respecting
Você passa a maior parte do tempo
Preocupado com o que irão dizer sobre seus maneirismos bobos
E isso não é bobo, da mesma forma?
Passe mais tempo fluindo Spend more time flowing.



Você passa a maior parte do tempo
Reclamando, blefando, odiando todos o tempos
Sangrando Bleeding



Eu danço na sala. Só pra você saber.

9 de jul de 2012

Para a menina do cabelo vermelho, com café, com amor.



Que extraordinária experiência nos temos, sobre o amor de Deus e é realmente extraordinária porque vai muito além do que aquilo que podemos sequer imaginar. Talvez somente mesmo quem experimentou, e sei que muitos de nós já experimentamos mas também tenho certeza que muito provavelmente nenhum de nós experimentou em sua inteireza, em plenitude. O amor de Deus é extraordinário. Nos pensamos no amor apartir da nossa compreensão de amor, da nossa experiência de amar e da nossa experiência de receber amor, quando dizemos: “Deus é amor, Deus te ama...” Você provavelmente projeta pra Deus a sua própria experiência de amar, seu modelo de alguém que ama, é você mesmo, ou na melhor das hipóteses o seu modelo de alguém que ama, é aquela pessoa que diz que te ama mas, não há nada tão distante da realidade quanto comparar o amor de Deus com o amor humano. Comparar a maneira como Deus nos ama com a maneira como nós costumamos amar.
 O amor de Deus é muito diferente do amor humano na sua extensão: Deus ama a todos, nos amamos alguns, o nosso amor é seletivo e o amor de Deus é todo abrangente, inclusivo. No abraço de Deus cabe todo mundo, no nosso abraço só cabem algumas, amamos alguns, gostamos de outros, toleramos alguns outros, somos indiferentes com relação a alguns outros, antipatizamos com alguns outros, rejeitamos e somos capazes até de odiar alguns. Esse é o degrade da nossa experiência de amar, Deus não, Deus ama a todos com a mesma intenção, intensidade, profundidade e não há ninguém que esteja fora do abraço de Deus. O amor de Deus é diferente do amor humano em sua duração: nos amamos por pouco tempo, Deus ama fora do tempo, antes, desde a eternidade é por isso que a bíblia sagrada diz; “com amor eterno te amei e com bondade te atrai.” Eternidade sobreposta à fração do tempo. Tanto é que muito provavelmente você já ouviu; “Eu não te amo mais...” Comparar o amor de Deus com o amor que é capaz de acabar, que é eterno apenas enquanto dura? Não! Esse não é o amor de Deus.
E é também distinto na sua expressão; o que é o amor humano? O amor humano é um sentimento, o amor de Deus é uma ação. Nos sentimos amor e quando a sensação de amor se vai,dizemos: “não te amo mais”. Esse sentimento que a gente não controla inclusive ouvimos: “ninguém é dono do seu coração” ou então quando dizemos; “não sei como foi mas eu me apaixonei”, como se o amor viesse de algum lugar, entrasse na gente a gente querendo, ou não querendo. Não sei como sou capaz de amar esse fulano, mas eu amo... É um sentimento que parece que toma posse, e do mesmo jeito que toma posse ele vai embora, e geralmente vai, porque o sentimento (eu acho até que é uma ofensa falar assim do amor) de estar amando é sentir prazer na presença, aquela coisa boa, daquele ou daquela que nos dizemos amar, mas isso porque essa presença traz prazer e quando esse alguém deixa de trazer prazer, satisfação, a sensação gostosa se vai e o sentimento vai embora e nos dizemos assim; “há não te amo mais”. Porque o nosso sentimento esta baseado em atrativos. Por isso que o amor de Deus é uma ação; e amou o mundo de tal maneira que deu o Seu filho. Deu! Eu aprendi a mais extraordinária lição sobre amor: amar é dar o melhor do que você tem, do que você é para o beneficio da pessoa amada. Amar é uma ação. E se Deus nos ama a todos dede sempre, nos não precisamos temer que Deus vá deixar um dia de agir em direção a dar o melhor do que Ele é, e tem de maneira bondosa, compassiva, generosa, justa, para conosco. Ele não diz não te amo mais, porque o amor dEle não esta baseado em nossos atrativos.Ele não nos ama porque somos amáveis. Mas nos, precisamos ser seduzidos pelos atrativos do outro alguém, já Deus não; Ele nos amou quando ainda éramos pecadores.
Esse amor de Deus que nos encontra independentemente de quem nos somos, e nos encontra não porque Deus seja ignorante ao nosso respeito, porque o amor de Deus é distinto nesse fato Deus sabe quem somos e não obstante saber quem somos, Ele diz que nos ama e nos ama de fato. É diferente do amor que vemos por ai que dura dias, os atrativos são tantos e a gente se entrega em amor, mas depois dos dias quando começamos a conhecer melhor nos dizemos assim: Há eu pensei que você era assim, não sabia que era assado, e eu gosto de assim, e você assado, então não te amo mais. Retiro porque me interesso nos atrativos que gosto. É um amor ignorante, e é ignorante inclusive a respeito de si mesmo. Eu quando te amei, te amei mesmo, mas eu não era quem eu sou hoje, eu mudei, então não te amo mais, então aquele que disse que te amava não existe mais, não era eu, aquele era o falso, eu sou eu hoje e se aquele era falso o que jurou o amor, logo o amor era falso. Eu era ignorante a respeito de mim, a respeito de você, a respeito do amor, esse que durou dias. Tá entendendo? O nosso amor é desse tipo.
E é distinto também, o amor de Deus porque a realização do amor de Deus não é a sua própria satisfação a grande realização do amor de Deus é a nossa transformação. Deus nos ama, e é por isso que M.Lutero diz assim: “que o amor de Deus não se destina a aquele que vale a pena ser amado. O amor de Deus cria àquele que vale a pena ser amado”. É debaixo do amor de Deus que nos nascemos, que florescemos, que somos curados, libertos e transformados. É debaixo desse amor que nos vamos recebendo a beleza de Deus derramada em nos por Ele e pelo amor dEle. Na verdade tudo o que nos precisamos, que chamamos de felicidade esta nesse encontro com o amor de Deus, porque o que nos precisamos mesmo é de alguém que diga assim; Eu te amo, desde sempre independentemente de quem foi o que faça deixe de fazer, ou venha a fazer. Eu te amo. E não vai acabar jamais, e estou disposto a amar você o que for necessário e fazer por você o que for necessário para que o melhor de você apareça, surja. Para que você que foi seja transformado. O que precisamos é isso de alguém que olhe nos nossos olhos e nos diga; eu me dou, não desisto de você jamais.

Quando recebemos a revelação desse amor a nossa resposta é nos entregarmos, porque não há mais temor. Hoje pela manha fiz uma oração,mas antes olha o que lembrei;

Como somos chamados a demonstrar a confiança em alguém?

É mais ou menos assim;

-Fecha os olhos, vou te dar uma coisa.

-O que? O que você vai fazer?
-Fecha os olhos!

-Fecha os olhos eu vou fazer uma coisa com você que você vai gostar

-O que? Não vai me machucar heim.


-Fecha os olhos!

-Você não confia em mim? Fecha os olhos! E me da a mao que eu vou levar você pra um lugar.

-Pra onde você vai me levar? Eu não posso ir a qualquer lugar, de qualquer jeito eu preciso saber.

-Fecha os olhos!

Então hoje, disse:

-Senhor quero fechar os olhos e deixar o Senhor pegar na minha mao e me levar para onde o Senhor quer me levar. Eu vou fechar os olhos e eu vou descansar no teu amor porque eu confio que o Senhor me ama, e eu não tenho medo do Senhor, e sei que o Senhor não vai fazer absolutamente nada que não seja para o meu bem sei que em qualquer circunstancia da minha vida, qualquer que seja ela se eu estiver de olhos fechados e o Senhor segurando a minha mao e me levando e agindo em mim, tenho certeza que o resultado disso é aquilo que eu chamo de felicidade, de leveza, das mil cores que eu só vejo no Senhor.

E serão uns mil cata ventos.

E por fechar os olhos, queria assim que o Senhor me pegasse e quando abrisse os olhos eu já tava lá girando com os cata ventos, voando passarinho, pousando no colo do meu Senhor. Que o Senhor viesse fazer uma coisa na minha vida, e não quero ficar discutindo se sim, não, se à hora é essa, se não é essa, se vai custar muito caro, se não vai custar, porque sofrer dura um tempo e desistir dura a eternidade, e não quero mais ter que perguntar nada, ponderar nada..

Eu quero simplesmente viver esse amor, e saber incluir a todos nessa realidade de vida, e eu não tenho medo. E sei que se o Senhor fizer isso, a felicidade esta ai; em ter a vida inundada com o amor de Deus para a gloria de Deus!

Amém.


PS: Além. Muito amlém dos quens. Amar além do que alguém pode fazer, estar fazendo e o que vai fazer.