27 de jun de 2018

Poema em Linha Reta


Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.
E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil,
Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita,
Indesculpavelmente sujo.
Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho,
Eu, que tantas vezes tenho sido ridículo, absurdo,
Que tenho enrolado os pés publicamente nos tapetes das etiquetas,
Que tenho sido grotesco, mesquinho, submisso e arrogante,
Que tenho sofrido enxovalhos e calado,
Que quando não tenho calado, tenho sido mais ridículo ainda;
Eu, que tenho sido cômico às criadas de hotel,
Eu, que tenho sentido o piscar de olhos dos moços de fretes,
Eu, que tenho feito vergonhas financeiras, pedido emprestado sem pagar,
Eu, que, quando a hora do soco surgiu, me tenho agachado
Para fora da possibilidade do soco;
Eu, que tenho sofrido a angústia das pequenas coisas ridículas,
Eu verifico que não tenho par nisto tudo neste mundo. 
Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe - todos eles príncipes - na vida... 
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó principes, meus irmãos, 
Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo? 
Então sou só eu que é vil e errôneo nesta terra? 
Poderão as mulheres não os terem amado,
Podem ter sido traídos - mas ridículos nunca!
E eu, que tenho sido ridículo sem ter sido traído,
Como posso eu falar com os meus superiores sem titubear?
Eu, que venho sido vil, literalmente vil,
Vil no sentido mesquinho e infame da vileza. 

Fernando Pessoa (Alvaro de Campos)
Mas poderia ter sido eu.

13 de set de 2016

Alimentação Alienígena

Durante esse cortejo fúnebre as pessoas acompanham o esquife de cada uma de suas utopias, usam camisetas com frases de efeito num engajamento mórbido. 
Portam cartazes com o dizer: " o ideal está morto"! 
Que fato complexo. 
Logo depois chegam em casa, ligam seus computadores conectado na internê e escrevem textões sobre todas as coisas... 
Comunicam a fome de existir e deixam transparecer que o apetite utópico não está morto nem nunca estará. Ser humano precisa de narrativa. 
Para ilustrar; 
Perguntaram ao David Bowie o que ele tinha para dizer sobre a nova forma de comunicação da humanidade: " a internet". 
No que ele responde; "A internet não é um sistema de comunicação, ela é um alienígena!" 
Comento; Um alienígena que se alimenta das utopias da humanidade e não sabe que o humanismo está entrando em sua esquife para seu cortejo fúnebre. 

1 de mai de 2015

Uma aulinha sobre; Parfum

 O que são e qual a diferença entre Eau de Parfum, de Toilette, de Cologne
Os perfumes são criados basicamente da mistura de água, solvente (geralmente álcool) e a essência da fragrância (também chamado de óleo).

E é na proporção existente entre a quantidade de essência em relação à água e ao solvente que está a diferença entre Eau de Parfum, de Toilette e Cologne. Quanto maior a porcentagem do óleo da essência no perfume, mais provavelmente se tratará de um Eau de Parfum, quanto menor a porcentagem mais se aproximará de um Eau de Cologne. No meio do caminho está o Eau de Toilette.

Ainda há uma quarta classificação chamada tão-somente de Parfum ou Perfume, que possui uma concentração de essência ainda maior que o Eau de Parfum.Eau de Parfum, o Eau de Toilette e o Eau de Cologne

Trata-se de uma classificação que não é muito antiga, foi feita assim por causa da indústria de Parfum e dos consumidores e seus gostos. Antigamente todos os perfumes eram pertencentes somente a uma categoria: a que corresponde hoje aos Parfum (Perfume).

Tão importante quanto conhecer as diferentes famílias olfativas, saber a diferença entre os Eau’s é crucial na hora da compra do perfume ideal.



PARFUM
O Parfum (Perfume) é conhecido internacionalmente como extrato de perfume, o mais puro, original, mais sofisticado.

Possui em sua composição de 15% até 40% de essência, e possui nas notas de coração o seu destaque.

Por possuir mais essência, este é o tipo de perfumes que possui maior fixação e duração sobre a pele, podendo chegar a até 7 horas, razão pela qual também é um perfume mais caro e mais raro, o que pode afugentar os consumidores menos exigentes ou que não gostem das fragrâncias chamativas.
Há algumas poucas fragrâncias deste tipo que dispensam até mesmo a água na composição, o que mostra o quão forte pode ser o cheiro destes perfumes.

Por isso, é preciso tomar cuidado para não exagerar no momento do uso. É aconselhável que se use uma pequena quantidade por dia, apenas nos pontos-chaves (punhos, cotovelos, pescoço, atrás das orelhas ou entre os peito) onde o corpo é mais quente e permite melhor exalar os aromas.
O Exemplo clássico deste tipo de perfume é o Coco, da Chanel.

 Apenas para dias frios.

EAU DE PARFUM
As fragrâncias Eau de Parfum têm na composição de 10% a 15% de essência, e podem durar na pele até 5 horas.

Este tipo de perfumes também tem como notas dominantes as de coração. Depois alguns minutos, assim que as notas de cabeça se esvaem, as notas de coração se apresentam por algumas horas.
Apesar de não ser tão forte quanto os Parfum, os Eau de Parfum também podem ser considerados como perfumes fortes, encorpados, e que por isso devem ser usados com cuidado.
Muitas pessoas utilizam estas fragrâncias nas roupas ou cabelo, o que também não pode ser feito de qualquer maneira, pois podem danificar os fios ou os tecidos.

É um perfume que também é recomendado para climas mais frios, mas não invernos tão rigorosos.




EAU DE TOILETTE
As fragrâncias classificadas dentro dos Eau de Toilette são aquelas que possuem de 5% a 10% de essência nas suas composições. Em média, dura até 3 horas sobre a pele.
É recomendado para climas tropicais, assim como o do Brasil, motivo pelo qual são facilmente encontrados nas nossas lojas.

Por possuir uma concentração menor de essência, estas fragrâncias podem ser usadas em maior quantidade e mais vezes ao dia, afinal de contas a duração na pele é curta. Por isso, leve-o na bolsa.

O perfume feminino Gabriela Sabatini, da marca de mesmo nome, é um Eau de Toilette.



EAU DE COLOGNE
Para os climas quentes, bem quentes, o ideal . São fragrâncias com essência de 2% a 5%.

O nome Cologne veio de um perfume de mesmo nome lançado em 1709, por Johann Farina, que utilizou o nome da cidade onde foi criado para batizá-lo: Cologne, Alemanha. Depois, o nome do perfume foi utilizado como referência à classe hoje chamada Eau de Cologne.
Exemplo; Tommy Masculino Eau de Cologne 30 ml, Tommy Hilfiger
A título de curiosidade, o mesmo aconteceu com a bebida Champagne, cujo nome foi utilizado numa bebida criada na região de Champagne, na França, e depois se espalhou como sendo um tipo próprio de bebida.
Este perfumes também podem ser chamados de Eau Fraiche ou Fresh Water, mas somente para perfumes femininos que têm menos de 3% de essência.

Podem ser usados em abundância e várias vezes ao dia, pois duram somente de 1 a 2 horas na pele.

As notas dominantes destas fragrâncias são as de cabeça/topo, o que proporciona maior prazer no momento em que o perfume é aplicado e a sensação de que o cheiro logo desapareceu.


Com estas informações sobre a diferença entre Eau de Parfum, de Toilette, de Cologne e o não tão conhecido Parfum você ficará mais seguro na próxima compra.

Você notou que quanto mais forte for a fragrância, ou seja, quanto maior a quantidade de essência na composição, mais caros serão os preços e maior será a duração da essência sobre a pele.


Não estranhe se você encontrar o mesmo perfume dentro de mais de uma das classificações acima. Pode acontecer que o mesmo perfume, a mesma essência, seja lançada em várias versões pelo mesmo fabricante. Mas como você sabe, há diferença entre eles, consistente na densidade da essência.

12 de nov de 2014

Carnavalha

Hoje me lembrei do Carnaval. Carnaval é um saco. Moro há muito tempo n’um lugar em que a festa é reconhecida por sua força popular, uma coisa como uma forma de o ser humano expressar suas emoções, sua história e sua cultura através de alguns valores estéticos, como beleza, harmonia e equilíbrio. Falo de cátedra; odeio carnaval. Não existe festa mais autoritária do que o Carnaval e a devastação que causa em nome de sua alegria barulhenta.
Mas gosto não se discute, lamenta-se. Por isso, hoje vou falar de coisa mais séria; vou falar de amor romântico e de um filme maravilhoso para quem gosta do tema e também de filosofia: "O Amante da Rainha, filme dinamarquês dirigido por Nikolaj Arcel, com Mads Mikkelsen (o amante) e Alicia Vikander (a rainha) no elenco.

Você acredita no amor romântico? Dito assim parece uma pergunta idiota. Alguns dirão que pessoas maduras sabem que o amor não existe. Outros, que é diferente de paixão, sendo esta passageira, enquanto o amor seria algo mais sólido, dado a parcerias, longa duração e tanto o mais.

Nada mais pernicioso para a longa duração do que a expectativa de amor romântico depois de um certo número de anos, diriam os "maduros". Expectativas assim seriam "coisa de mulher", o que também é uma besteira. Homens sonham com momentos de paixão com suas mulheres no dia a dia. "Ter uma mulher" significa exatamente isso.

Supor que os homens são animais de cerveja, futebol e sexo é não entender nada sobre os homens. Pensar que os homens só pensam em cerveja, futebol e sexo é a mesma coisa que pensar que mulher é um ser menos inteligente.
A suposta simplicidade masculina é tão falsa quanto a também suposta irracionalidade feminina.

O tema encanta, apesar de alguns teóricos afirmarem que o amor é uma mera invenção da literatura europeia medieval (como o Papai Noel), universalizada, de modo equivocado, pelos autores românticos dos séculos 19 e 20.
Digo "equivocada" porque, para os medievais, nem todo mundo seria capaz de viver ou suportar tal forma de amor avassalador. Já para os românticos, modernos, todo mundo poderia viver essa forma de encantadora doença da alma. Falo isso sempre pensando em Platão, é claro. E dou uma gargalhada.
Eu não acredito que o amor romântico seja uma invenção da literatura, mas concordo com os medievais: muita gente passa pela vida sem experimentá-lo. Uma pena, pobres miseráveis...

A narrativa medieval descreve essa "maladie de la pensée" (doença do pensamento, do espírito), dito no original provençal (um tipo de francês comum na Idade Média), como um modo de obsessão que arrasta o homem e a mulher, fazendo com que fiquem presos no desejo de estar um com o outro e atormentados quando não podem se encontrar, quando não podem se tocar.
Segundo os medievais, ele ficará horas imaginando o que ela estaria fazendo, pensando, sonhando, com o desejo de saber todos os segredos de sua alma e de seu corpo ("Tratado do Amor Cortês", de André Capelão, publicado pela editora Martins Fontes).

A estrutura ideal supõe o amor impossível, no qual a morte espera os dois ou um dos dois --e a desgraça do que sobrevive. Quando o amante é amigo fiel do marido dela, a estrutura dramática encontra seu modo mais perfeito de impasse.
Dirão os especialistas que o amor romântico cantado nos séculos 18 e 19 fala da destruição de qualquer forma de vida que não a interesseira, típica da burguesia e sua alma de "merceeiro", como diria Marx.
"O Amante da Rainha" tem exatamente essa estrutura. O amante é médico e confidente do rei e se apaixonará enlouquecidamente, e será correspondido, pela rainha.

Esse médico, chamado de "o alemão" pelos dinamarqueses (o personagem é alemão), é um iluminista (leitor de Rousseau e Voltaire) que crê na superação da barbárie pelo uso da razão e da ciência. Ela também. Quem diria, heim? E como se apaixonam... podemos perceber que os que acreditam que tudo poderá ser resolvido por politica, ciência e reorganização social, também amam. Engraçado né?

O amor dos heróis não é apenas construído a partir de "sentimentos" mas, também, do encontro entre suas almas inquietas com o mundo a sua volta. Ambos são filósofos de uma época em que a filosofia se revoltou com a estupidez do mundo (o filme se passa na segunda metade do século 18). Aliás, a filosofia sempre se revoltará, porque o mundo será sempre estúpido.
Além da beleza, a delícia de partilhar inquietações filosóficas com uma mulher que amamos pode ser uma das maiores formas de amor romântico que existe. Infeliz aquele que não sabe disso.

Como fazer isso, gostando de Carnaval?



15 de mar de 2014

Boas maneiras no ambiente publico.

Todos os aspectos do comportamento humano têm importância, e revelam as boas maneiras ou a falta dela;  que não são outra coisa senão o respeito e reconhecimento entre as pessoas, é também um acordo para uma participação coletiva da qual depende o sucesso e a harmonia de todos. As normas da polidez não foram feitas para consumo exclusivo dos amigos, ou do relacionamento social. Por isso existem regras regendo todo o ciclo de nossas vidas.
Se costumamos ser sempre bem educados, por que os esforços nesse sentido cessariam nos ambientes públicos? Apenas porque a linha de conduta no trabalho/escola/faculdade faz parte de um sistema automatizado no qual são relações comerciais, sem tempo para perder com cortesias e amabilidades? Este é o tipo do conceito falso. Atualmente o trabalho passou a ser fator essencial não só de sobrevivência, como de realização para todos nós. Nessas circunstancias, o comportamento nos setores profissionais tornou-se fundamental.

O cumprimento do horário é uma questão de caráter.

Cumprimentar não quer dizer iniciar uma conversação. Um bom dia/boa tarde/boa noite/Até logo/ e suas derivações ditas num tom agradável e atencioso são mais do que suficiente. Evite as indiscrições. Se não houver nada amistoso para dizer agracie a todos com o seu silencio. A discrição é a palavra de ordem.
Quando precisar se ausentar, não invente, nem muito menos entre em confidencias e detalhes sobre sua vida. Explique-se corretamente e todos entenderão. 
Uma regra sobre todas: a vida no ambiente publico (no que diz respeito a relações e produção de trabalho/ escola ) e a vida privada de cada um nada têm em comum. São inteiramente distintas. Prestar serviços e trocar amabilidades não nos torna íntimos, mas bem educados. Pode-se ser polido e cordial sem perder a noção da distancia. Alias a posição ideal é o respeito mútuo.

Uma atitude clara e franca entre colegas de sexo oposto evita equívocos futuros.

 Procure ser atencioso e cordial.  Não deixe passar as ocasiões de prestar pequenos serviços. A reciprocidade será uma conseqüência.
Vista-se com elegância, sem exagero, evite o desleixo. Se a apresentação pessoal é importante para você, o é muito mais para o convívio social.
Não adquiria o hábito detestável de reclamar por tudo e por nada, não conteste por habito, nem muito menos faça comentários desagradáveis sobre a sua vida, o local onde trabalha e as pessoas com as quais convive, nem discuta sobre orientações recebidas. E não se irrite, nem se chateie por um simples não, ou por uma exigência a mais de trabalho. Não seja mal humorado e procure tratar bem a todos e, em conseqüência, receber igual tratamento. É da tolerância e das boas maneiras que depende, a boa convivência. Trate a todos com igual cortesia, prestando informações pedidas com clareza, sem demora e com entonação de voz agradável, dê prioridade ao que fala com você, abandone por um momento as suas atividades e olhe para quem lhe diz algo.
 Não obrigue as pessoas a sentirem as diferenças. Há dificuldades suficientes na rotina das horas de trabalho/escola/faculdade/cursos em comum. Aceite cada um as suas peculiaridades de comportamento, desde que os trabalhos corram satisfatoriamente.
Não demonstre o seu descontentamento; se houver necessidade de chamar a atenção, faça-o com respeito pela dignidade humana. Será uma chance a seu favor de resolver os desacertos e estima de todos. A indecisão, as insinuações e a arrogância corroem a autoridade e projetam uma imagem medíocre e desfavorável de sua pessoa.
Por outro lado, nem a sua pressa, nem o seu cansaço, ou a sua posição, nada, devem impedi-lo de concluir o seu dia com uma palavra de estímulo para com os outros.
Concluindo, qualquer que seja o seu lugar, não force suas atitudes. Mantenha uma posição firme e coerente, porém compreensiva e calma. Procure ser objetivo e claro sem impor seus pontos de vista exclusivamente pessoais. Reconhecer os próprios enganos e aceitar sugestões é uma prova de inteligência.
O bom gosto e a elegância não dependem do luxo. Aliás, estão quase sempre aliados à simplicidade. Temos o clássico: menos é mais.
E que Deus os ajude!


6 de nov de 2013

Guerra e Paz

Todo mundo já falou sobre a exposição que está pela ultima vez no Brasil antes de voltar a sede da ONU nos Estados Unidos, vou deixar aqui o poema que me deixou no mar de lagrimas.
E as fotos.
To indo levar o Lucas.


A mão (Carlos Drummond de Andrad)
Entre o cafezal e o sonho
o garoto pinta uma estrela dourada
na parede da capela,
e nada mais resiste à mão pintora.
A mão cresce e pinta
o que não é para ser pintado mas sofrido.
A mão está sempre compondo
módul-murmurando
o que escapou à fadiga da Criação
e revê ensaios de formas
e corrige o oblíquo pelo aéreo
e semeia margaridinhas de bem-querer no baú dos vencidos
A mão cresce mais e faz
do mundo-como-se-repete o mundo que  telequeremos.
A mão sabe a cor da cor
e com ela veste o nu e o invisível.
Tudo tem explicação porque tudo tem (nova) cor.
Tudo existe porque foi pintado à feição de laranja mágica
não para aplacar a sede dos companheiros,
principalmente para aguçá-la
até o limite do sentimento da terra domícilio do homem.
Entre o sonho e o cafezal
entre guerra e paz
entre mártires, ofendidos,
músicos, jangadas, pandorgas,
entre os roceiros mecanizados de Israel,
a memória de Giotto e o aroma primeiro do Brasil
entre o amor e o ofício
eis que a mão decide:
Todos os meninos, ainda os mais desgraçados,
sejam vertiginosamente felizes
como feliz é o retrato
múltiplo verde-róseo em duas gerações
da criança que balança como flor no cosmo
e torna humilde, serviçal e doméstica a mão excedente
em seu poder de encantação.
Agora há uma verdade sem angústia
mesmo no estar-angustiado.
O que era dor é flor, conhecimento
plástico do mundo.
E por assim haver disposto o essencial,
deixando o resto aos doutores de Bizâncio,
bruscamente se cala
e voa para nunca-mais
a mão infinita
a mão-de-olhos-azuis de Candido Portinari.





2 de nov de 2013

Minha vida de acordo com a musica











17 de dezembro de 2010 às 10:02, via facebook.
Descreva-se?

I knew a girl
Her name was truth
She was a horrible liar.
She couldnt spend one day alone
But she couldnt be satisfied

(Diamonds On The Inside.Ben Harper)


Como você se sente?

There's so much craziness surrounding me
There's so much going on, It gets hard to breathe


(You Make It Real.James Morrison)

Descreva o local onde você vive atualmente? 

Existem certas situações
Difíceis de suportar
Olhamos pro lado e não
Ninguém pode ajudar
Tudo parece impossível
O mar quer nos afogar
As ondas vêm e querem derrubar
A nossa fé

(Deus do Impossível.Thalles Roberto)

Se você pudesse ir a qualquer lugar, onde você iria?
Aponta pra fé e rema

(Dois Barcos.Los Hermanos)


Sua forma de transporte preferido?  

Que o Calhambeque, bi-bi
O broto quis andar
No Calhambeque
Bi Bidhu! Bidhubidhu Bidubi!...

(O Calhambeque .Roberto Carlos)

Seu melhor amigo? 


Me chamaste pelo nome
Me provaste amor eterno
As batidas do Teu coração
São todas por mim
Disseste nunca te esquecerei
E jamais te deixarei
Voltarei para te Buscar
Para junto a mim ficar


Estou á porta
Deixa-me entrar
Ceiar contigo
e sempre aí ficar
No teu coração
um pedaço do Céu
O selo do Espírito
Que rasgou o Véu


(Romance.Ministério Rio da Adoração)

 Você e seu melhor amigo são?

I hate to see you cry

(The Heart Of Life.John Mayer)


Qual é o clima?


Haverá um dia em que você não haverá de ser feliz,
Sentirá o ar sem se mexer,
Sem desejar como antes sempre quis,
Você vai rir... sem perceber,
Felicidade é só questão de ser,
Quando chover... deixar molhar...
Pra receber o sol quando voltar.
Lembrará os dias que você deixou passar sem ver a luz,
Se chorar, chorar é vão,Porque os dias vão pra nunca mais...


Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e depois dançar na chuva
Quando a chuva vem.


Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e dançar,
Dançar na chuva quando a chuva vem.


Tem vez que as coisas pesam mais
Do que a gente acha que pode aguentar,
Nessa hora fique firme pois tudo isso logo vai passar,
Você vai rir... sem perceber...
Felicidade é só questão de ser,
Quando chover... deixar molhar...
Pra receber o sol quando voltar.



(felicidade. Marcelo Jeneci)



Se sua vida fosse um programa de TV, o que seria chamado? 
And it was all Yellow

(Yellow.Coldplay)

O que é vida para você?

 Dentro de mim reinará a Tua paz
Que me faz saber
Que esperar em ti
É sempre caminhar


(Esperar é Caminhar. Palavra Antiga)

Você sorri quando?

Quando te vi passar fiquei paralisado
Tremi até o chão como um terremoto no Japão
Um vento, um tufão
Uma batedeira sem botão
Foi assim viu
Me vi na sua mão

Perdi a hora de voltar para o trabalho
Voltei pra casa e disse adeus pra tudo que eu conquistei
Mil coisas eu deixei
Só pra te falar
Largo tudo

Se a gente se casar domingo
Na praia, no sol, no mar
Ou num navio a navegar
Num avião a decolar
Indo sem data pra voltar
Toda de branco no altar
Quem vai sorrir?
Quem vai chorar?
Ave maria, sei que há
Uma história pra sonhar
Pra sonhar

O que era sonho se tornou realidade
De pouco em pouco a gente foi erguendo o nosso próprio trem,
Nossa Jerusalém,
Nosso mundo, nosso carrossel
Vai e vem vai
E não para nunca mais

De tanto não parar a gente chegou lá
Do outro lado da montanha onde tudo começou
Quando sua voz falou:
Pra onde você quiser eu vou
Largo tudo

Se a gente se casar domingo
Na praia, no sol, no mar
Ou num navio a navegar
Num avião a decolar
Indo sem data pra voltar
Toda de branco no altar
Quem vai sorrir?
Quem vai chorar?
Ave maria, sei que há
Uma história pra contar

Domingo
Na praia, no sol, no mar
Ou num navio a navegar
Num avião a decolar
Indo sem data pra voltar
Toda de branco no altar
Quem vai sorrir?
Quem vai chorar?
Ave maria, sei que há
Uma história pra contar
Pra contar


(Pra sonhar. M. Jeneci)

................


 Three little birds, sat on my window
And they told me I don't need to worry.
Summer came like cinnamon ,so sweet..

(Put Your Records On.Corinne Bailey Rae)

Você chora quando?


My mistakes will make me strong
I'm stepping out into the great unknown
I'm feeling wings though I've never flown
I've got a mind of my own
I'm flesh and blood to the bone
I'm not made of stone


(Right To Be Wrong.Joss Stone)

Seu relacionamento?

 Senhor sabe o que eu quero.
Não me furto a certeza: és a Vida que eu quero.

(Rookmaaker.Palavrantiga)


Deixa eu brincar de ser feliz,Deixa eu pintar o meu nariz

(todo carnaval tem seu fim.Los Hermanos)

 Seu medo?

 Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber..


(Onde Deus Possa Me Ouvir.Vander Lee)


Qual é o melhor conselho que você tem que dar? 

 Ah, se todo o mundo pudesse saber
Como é fácil viver fora dessa prisão
E descobrisse que a tristeza tem fim
E a felicidade pode ser simples como um aperto de mão
Entendeu?

(A carta. Djavan)

Pensamento do Dia?
Isn't it ironic... don't you think?

(Ironic.Alanis Morissette)


Seu lema? 

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

(milton nascimento)


Eu oração eu trilho o caminho que Jesus abriu
Até o trono onde Sua graça flui como um rio
Santo, santo
Anjos cantam, santo

E pela fé caminho até avistar o autor da minha fé
E o que eu posso oferecer para honrar quem Ele é
Santo, santo
Anjos cantam, santo

E ao partir me vi, eu sou indigno
Mas Sua voz me diz: não vá meu filho
Torne meu sofrimento em testemunho
Me esvazie de mim e deste mundo
E que o meu nome morra com meu corpo e que o de Cristo permaneça em tudo

Que eu receba aquilo que preciso e nem um pouco mais
Me dê os bens que de imediato eu possa abandonar
Santo, santo
Eu canto: santo, santo

Torne meu sofrimento em testemunho
Me esvazie de mim e deste mundo
E que o meu nome morra com meu corpo e que o de Cristo permaneça em tudo

No nome de Cristo
Amém


(Oração. Os arrais)

Esse povo ai fazendo minha cabeça ; desde a vovó de mini saia.
Agora o galerê, ouvindo as "novidades" de sucessos do passado.
Achei até bonitin.
;)



e agora ouvindo o que?! 








Alem disso, a atividade musical você encontra aqui; #deezer_beibe

http://www.deezer.com/profile/311192493

20 de abr de 2013


Dia desses estava em casa, deitada num sofá, sem fazer nada. Liguei o dvd e como so estava eu; musica clássica bem baixinho, só por vício, e meus pensamentos, que não me largam um minuto, vieram e se instalaram pertinho dum lugar bem dentrinho de mim, que nao a cuca maravilhosa. Cérebro e razão, os dois dormindo.Era um momento de tal paz, que pensei: "ah, que momento bom estou vivendo". E pensei que durante os dias, todos os dias, se vive momentos bons, só que não nos damos conta porque não prestamos atenção. Às vezes eu saio da ginástica e passo pela barraca da feira onde costumo comprar frutas, mas estou sem dinheiro, e o feirante, depois de dizer que eu posso pagar depois, insiste: "leva três mangas, estão doces como mel". Corta uma fatia com uma faca bem amoladinha e me dá para provar. Não é maravilhoso? E quando eu digo que só vou levar uma, porque comerei sozinha, e ele diz "sozinha porque quer", não dá vontade de dar uma boa risada? E não é para achar que a vida é boa?Quando chego de viagem cansada, entro em casa e está tudo em ordem: a cama arrumada, os lençóis limpos, a geladeira com as coisas que gosto; aí tomo um bom chuveiro e me jogo na cama, sem um telefonema para dar, tem alguma coisa melhor? Acordar, abrir a janela e ver que está um dia lindo, de sol e céu azul é uma alegria; mas quando o tempo está cinza e chovendo também pode ser muito bom; bom para ficar em casa, botar uma meia de lã, um suéter velho e ficar bem quietinha, lendo um livro. Não é também glorioso? Todos esses momentos são especiais, mas é preciso prestar atenção; são muitos por dia, nenhum deles têm grande importância, são apenas momentos, e a maior parte das vezes a gente nem percebe; mas não é deles que a vida é feita?Aprendi, não sei como, a captar muitos desses momentos; é sempre inesquecível, a chegada a uma cidade que não conheço e onde não conheço ninguém, onde tudo é novo, e se eu nem sei aonde é que sao as coisas, melhor ainda. É o desconhecido, que pode amedrontar ou ser fascinante -e por que não escolher o fascínio? E tem aquela hora em que, na sexta-feira, você terminou todos os trabalhos, fecha o computador com a sensação do dever cumprido, e aí também não tem nada melhor. E quando você vai ao rio de janeiro e cedinho, se deita na areia e sente aquele sol ainda morno no seu corpo, e pouco a pouco ele vai esquentando? Aí você entra no mar, dá um belo mergulho, e volta com um pouquinho de frio e apanha mais um pouquinho de sol, tem melhor? E o chuveiro que você toma quando chega em casa e sai do banheiro enrolada numa toalha, cheirosa do sabonete e do shampoo, tem alguma coisa tão boa? Não há um dia em que eu saia para caminhar no bairro em que moro, que não pense em como a paisagem é linda, (aqui tem um mini parquinho que eu chamo de madeirinha) como é bom estar em boa saúde e poder andar bem depressa, que quando chegar em casa vou tomar um banho de banheira para relaxar e não tenho nenhum compromisso para a noite, isso não é felicidade pura? São tantas coisas bobas e boas que nos acontecem e que não notamos, e que se notássemos poderíamos ser bem mais felizes. Mas uma coisa me deixa curiosa: todas as lembranças que tenho desses bons momentos, momentos inesquecíveis em que não aconteceu nada de extraordinário, eu estava só. Claro que houve outros, de amor, amizade aquele suspiro sem fim, os olhos que se olham dengosos, arrastados, que foram maravilhosos, mas dos que eu me lembre mesmo, eu estava só. O que será que isso quer dizer?
Que não precisamos dos outros para sermos felizes? Que dependendo de como somos podemos ter momentos de grande felicidade que não dependem de ninguém, como costumamos pensar? Desconfio... e só sei que a vida, acredite, é muito simples e muito boa.
Vai la viver a sua proce ver.





15 de abr de 2013

A vida dele

Espero que coisas prováveis prevaleçam. Que eu viva muito o meu filho,mais ainda. Cotidiano. Portanto, espero também que ele se despeça de mim e não eu, dele. Nessas esperas e esperanças, eu alimento os dias com o que há de mais clichê, como acordar ao lado do Lucas e poder passar cada vez mais tempo na vida dele, que já não é a minha, mesmo ele ainda sendo dependente de mim. Acompanhá-lo na caminhada, mesmo que ainda nem saiba andar daquele jeito que eu acho que é o certo?!Sua comida, suas dores, seus olhares, suas vontades, suas decepções, suas conquistas. Tudo isso faz parte dessa história clichê que quero ter e viver, deixar registrado no blog. E se um dia ele ler, um dia como este, só que na vida dele(e não na minha), que ele tenha a certeza de que a melhor história que eu pude escrever contava algo sobre uma mãe que descobriu, no filho, a si própria.

É que a maternidade salta dos poros.

14 de abr de 2013

O ele

Sou eu que ajeito seu fofinho (cobertor) pra ser jogado longe o tempo todo, a noite toda.
Sou eu quem faz o cafe, chamo pra levantar, banho e para casa.
Sou eu que conto a historia da criação pela milésima vez e respondo os porquês escatologicos, teológicos da cuca maravilhosa que esta em par com o Soberano de todas as coisas.
Sou eu quem faz o almoço e exijo que os legumes não mais sirvam de brinquedo mas de alimento. Apesar de serem o prato retrato, ideia pra fazer despertar a vontade de se alimentar de todas as cores e sabores.
Sou eu quem passo o uniforme e deixo tudo ajeitadinho na cama, pra ele agora, rapazinho vestir sozinho.
Sou eu quem passa o perfume e faz o topete. Prefeito da rua. Galantiador.
Sou eu quem faz o lanchinho e nao esqueco a toalhinha para o pic nic na salinha.
Sou eu quem faz tudo no intervalo da aula pra chegar a tempo de buscar.
Sou eu que colho flores pra ver um sorriso
Sou eu quem escolhe a musica " davi é o nosso heroi é o nosso gladiador o nosso vencedor"
É você o meu sorriso, o amor que cresse menino poetinha leitor, a saudade, o sonho, ministério, compromisso, lazer, musica, teatro, cinema, construtor de lar dentro do ninho alheio. O nadador da banheira de "hidomussage." Que agora dorme debaixo da asinha quebrada da mãe passarin.

Somos nos três: o Senhor, você e eu que vivemos a vida que é boa de levar. Uma vida assim é boa de viver.



Cordialmente; via iPhone