30 de dez de 2009

Pra vocês.

Quando um paizinho dorme para sempre, ele não atende mais o telefone, não aparece no portão, não traz caixinha de cerveja na metade do mês de março, não vai estar lá confraternizando com os amigos, não vai te ensinar sobre as coisas da vida, não vai dar bronca por fazer tudo tão errado, não vai te cutucar sobre estar julgando o proximo, não vai ver o neto falar vovô, não adianta chamá-lo pelo nome ou dizer que é dia de futebol. É que quando um paizinho dorme para sempre, ele fica espalhado no mundo, em todas as coisas pequenas, e a gente precisa de muita delicadeza para encontrá-lo de volta.


No começo, a gente só o encontra nos suspiros da mãe, nos olhos do cachorro esperando no portão, na cadeira vazia, no remendo do armário, no prego segurando o quadro, na garrafa de vinho, pela metade. Aos pouquinhos e devagar, a gente começa a encontrá-lo nas alegrias do mundo, no vôo das cotovias, no desenho das nuvens formando barquinhos e caravelas, nas estrelas que a gente conta, numa pessoa sem mágoa, na toalha sem nódoa, e até quando felizes nossos olhos vão se enchendo d'água...

28 de dez de 2009

Proporções





Faz alguns poucos dias que ando sem dizer nada, mas pensando o seguinte: à parte da proporção e do tamanho, não existe muita diferença entre as pequenas notícias que registro por aqui e aquelas que ocupam os jornais importantes; assim como não há grande diferença entre aquele que acerta um passarinho equivocado, bebado e com desejo de felicidade a todo custo (e ri as risadas de vitorioso/vitoriosa) e essas figuras que ocupam os nossos livros de História. Com um pouco mais de poder e, consequentemente, ampliado o tamanho da pedra, seriam as mesmas pessoas capazes de bombardear o mundo.

23 de dez de 2009

Quem é você?

Sou essa ai da foto, mas não é só o que vocês veem na foto. Diferente das demais pessoas que fazem descrições como essa, que são todas inteligentes, e além de tudo são; bonitas, simpáticas, ricas, sabem tocar, cantar, atuar, modelar, vestir e ainda são espirituosas e felizes 24 horas por dia, eu não sou nenhum gênio, não sou nenhum ícone de beleza, preciso viver e aprender muito, as vzs não sou socialmente espirituosa ou conformada com os seres humanos instalados neste mundo.
Queria deixar claro que não sou essa "bio"
Não sou essa descrição. Portanto, não me julgue pelo que você lerá e verá...
E por mais unidades eletrônicas de informação que esse espaço virtual comporte, ele jamais será grande o suficiente para me descrever.
Acho muito falho falar de si mesmo, pois, tudo depende do ponto de vista, e a toda hora estamos mudando e evoluindo, então é difícil responder com precisão quem sou eu! Mas se essa é a pergunta, pressuponho que é conveniente ressaltar o meu ponto de vista sobre mim, apesar dele, provavelmente, não representar com fidelidade total quem sou eu. O movimento incrível chamado "saia do personagem"  gerou a maior revolução por todo lado! O povo tendo opção e oportunidade gosta de melhorar, o que falta é incentivo.

Após esses esclarecimentos iniciais, sem maiores delongas, comecemos essa descrição;

Sou Filha de Deus. Aluna do Cristo. Sou a mãezinha do Lucas.  Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer. Sou cheia de manias. Cansei do evangeliquês. Escolho. Não vejo por esse lado. Sou de Jesus para sempre. Silêncio.

Meu coração guarda uma paixão beirando o escândalo pelo meu filho. Tenho carências insolúveis. Neurastênica.Teimosa. Muito amorosa e doce. A fé consegue. Menos é mais. Não suporto esse papo de "arte pela arte" e sei que arte não precisa de justificativas.
It’s only rock’n’roll and we like it! Acho que a morte e o mal humor não são esse horror que todo mundo fala, não são o fim, são simplesmente intercessões da humanidade.
Meu caminho é cada manhã. Leio 3 livros ao mesmo tempo e confundo quem tinha mãe ausente de quem usava drogas. Os livros me fazem chorar. E como o Nelson Rodrigues me ensinou acho que existem 2 ou 3 livros totais, é preciso rele-los sempre. A Bíblia é a minha maior onda. Dos cegos do castelo me despeço e vou. Não sou parâmetro para filmes, pois choro e durmo em todos. Me poupe da sua amizade. Amo trabalhar. Estudar é devaneio de realidade. Gosto de arte. Danço esquisito, como toda mãe que se preze. Detesto gente grosseira. Acredito na delicadeza. Tantas vzs e com quem merece carinhosa. Raivosa, quando me sinto atacada.Vai ver se eu tô la na esquina, devo estar.
Respeito a família.
Desejo mudar de desejo. Já fui incrivelmente feliz, e, hoje sou incrivelmente alegre. E excessivamente triste.
Sou mulherzinha e gosto. Carrego o nome do meu filho na mão, pois é por ele que eu vou e é por ele que eu volto.
Minha educação esconde meu ódio. Não gosto de chocolate.
Um dia me vi, pensei que era outra. Vamos fazer um filme- legião urbana-
Só gosto do banco da frente dos carros. Mas não imponho a minha pessoa a ninguém. Não imploro afeto. Não sou indiscreta nas minhas relações. Assunto secreto é coisa de gente mal resolvida. Acho tudo fora do lugar. Uso óculos gigantescos. Acredito e preciso de uma fé reformada, integral e aplicável. Calvinista. Não acredito no liberalismo. Direita; talvez. 
Ficou bem claro pra mim que a obediência do coração é o elemento principal para que eu seja "sacrifício vivo" afim de que experimente a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.
Meio século depois da revolução feminista caracterizada na precípua da liberação sexual, que fez dela instrumento na obtenção de uma hegemonia feminina dentro e fora dos lares; Vivo em um tempo que usa vaidade como moeda, desvaloriza e ridiculariza o papel fundamental proposto pelo Criador para todas as mulheres. Percebo que o legado hedonista reverbera também sobre a mulher cristã, acarretando em escolhas que ignoram o prumo da palavra de Deus.
O clamor escrito por Paulo aos romanos, para não tomarmos a forma deste mundo me ensina buscar a transformação que se inicia pela renovação da mente é o contraponto, uma adaptação necessária, um ajustamento lógico e oportuno, legitimado pela inserção no Reino. Preocupo-me em adquirir novos conhecimentos, hábitos consistentes e inalteráveis para colocá-los em pratica.
Escolhi que somente o Senhor pode reconduzir-me à liberdade original. Ele é o espelho que quero me olhar e tornar conhecido, é o prumo que persigo para fazer a base do meu caráter, personalidade e temperamento todos os dias para que a cada dia eu tenha uma vida melhor. Oro e vivo pra que Ele seja percebido  independentemente da posição, exposição e cultura organizacional.

"Só acho" que você também poderia pelo menos ser uma pessoa ponderada e me respeitar. 

Tenho poucos e maravilhosos amigos, porque acho mais inteligente ser seletivo a respeito daqueles que você escolhe para contar os seus segredos.
Então, se sou chata, não incomodo ninguém que não queira ser incomodado.
Chateio aqueles que não me acham uma chata, por isso me querem ao seu lado.
O que te provoco, se, e somente se provoco, não me diz respeito.
Acho sim, que, às vzs, dou trabalho.
“Mas é como ter uma BMW: se você não quiser ter que pagar o preço da manutenção, mude para um fusca velho, bolas e não encha minha paciência.”
Meu coração tem o peso da luz, da música, das palavras o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. É a lágrima e o sorriso.
Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.

Todo amor que houver nessa vida pra vocês.
.
No fundo, no fundo é isso, mas não é só isso.

17 de dez de 2009

Ninguém sente inveja de você.

Relaxa querida. 




"(...) Chega. Chega de se comportar assim. Como se estivesse lutando pelo posto de rainha da bateria. De Miss Maravilha do Mundo. Basta dos ataques, dessa competitividade suburbana de eu-sou-a-melhor, todo-mundo-me-lê, todo-mundo-me-copia, eu-sou-a-mais-do-pedaço. Ninguém tá ligando a mínima se você corre, se você lê, se você é a favor da adoção de cachorro abandonado, se você gosta de dizer que é romanticazinha, se adicionou no seus vídeos favoritos musicas declarativas de amor "pos ele", se sua amiga/irma é presente na sua vida ou se aplicou Botox nessa sua testa sem expressão. Ou se você é assim porque ainda não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a primeira da classe. Esse teu afã psicopata de vencer todas as paradas só te deixa ridícula. E me faz querer usar um termo que odeio quando é usado nesses termos: Mulherzinha burguesa é que tem essa mania de estar sempre desconfiada das amigas, porque todas teriam inveja do seu corpão e do seu cabelão estilo falso-loiro-natural-cinco-tons. Lamento informar, querida, que ninguém sente inveja de você...

O movimento incrível chamado "saia do personagem" gerou a maior revolução por todo lado! O povo tendo opção e oportunidade gosta de melhorar, o que falta é incentivo."




Para mulheres não invejadas por ninguém.

Diga aí.

Digo não a esse tipo de mulher.

Clica aqui pra você se inspirar.

9 de dez de 2009

Only way

Hoje eu acordei pensando; que talvez seja tudo tão desnecessário, a corrida, a duvida, a falta de jeito e aprumo, a mensagem não enviada, o humor inconstante e tantas outras maneiras de fazer acreditar que não. Meu não ao jogo é assim.
Paixão é bom, mas uma vida baseada na paixão me parece pouco.
Eu quero me apaixonar amanhã.
Eu tenho um caminho tão bom pra seguir e o faço pensando em mim, na maior parte do tempo.
Alguns se apegam tanto. Eu não me apego mais em nada.
Porque nunca poderemos prever nosso destino.
Tenho conhecidos de varias idades diferentes que estão na mesma situação minha e que tem uma disposição, um espaço para uma vida mais leve..
Não vou ser desonesta; hoje seria maravilhoso, porque eu adoro essa coisa toda, adoro dividir é assim que eu sou, a mil por hora.. Eu não perdi isso.
Gostaria de aprender amanhã.
Mas recomeçar? Recomeçar é aceitar o velho. Eu sou outra coisa.
A gente pega hábitos horrorosos, então não queremos dar espaço pra nada, ficamos intolerantes e é capaz de ninguém agüentar.
Será que tenho condições?
Acho bonito esse estilo de vida, me pego dentro dele em alguns pontos mas não sou alternativa, não sou leviana comigo nem com ninguém a ponto de me entregar asim.
Não sou seduzível. Deixa a água molhar, deixa o tempo passar. Deixa a chuva chover, que o sol vai aparecer.

"Mas é claro que o Sol
Vai voltar amanhã
Mais uma vez, eu sei
Escuridão já vi pior
De endoidecer gente sã
Espera que o Sol já vem... "
(Mais Uma Vez - Renato Russo.)


Tenho uns pontos irremediavelmente cravados como tatuagem na minha alma e eles são importantes pra mim.
Eu gostava de falar de expor, atualmente isso me da uns calafrios tão intensos..
Mas caminhar é uma forma. É atitude em direção...
Quem pode entender.
Eu não posso.
São dias e dias.
Céu com estrelas, aquele azul assustador.
Me pegou em cheio por algumas horas.
E agora?



7 de dez de 2009

Identificação

(Texto na Revista do Jornal O Globo)





'Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes.. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação!





E, entre uma coisa e outra, leio livros.





Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.





Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.





Primeiro: a dizer NÃO.





Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás.





Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.





Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.





Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.





Você é, humildemente, uma mulher.





E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.





Tempo para fazer nada.





Tempo para fazer tudo.





Tempo para dançar sozinha na sala.





Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.





Tempo para sumir dois dias com seu amor





Três dias.





Cinco dias!





Tempo para uma massagem.





Tempo para ver a novela.





Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.





Tempo para fazer um trabalho voluntário.





Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.





Tempo para conhecer outras pessoas.





Voltar a estudar.





Para engravidar.





Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.





Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.





Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.





Existir, a que será que se destina?





Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.





A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.





Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.





Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!





Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.


Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.





Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M..A.C.


Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.





E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'








(Texto do blogger)
Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes..
Muito prazer; a imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido de filho, procuro minhas amigas, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, vou ao hematologista, dermatologista, a clinica de estetica, compro flores para casa e ainda faço as unhas, massagem e depilação.

E, leio três livros ao mesmo tempo. Ou dois.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.
Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.
Primeiro: a dizer NÃO.

A coisa mais LIBERTADORA DA MINHA EXISTÊNCIA!

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO.

Culpa por nada, aliás.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.
Quando nasci, Jesus não adentrou a sala da maternidade e me apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento seria modelo para os outros.
Meu pai e minha mãe, acreditem, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que eu não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.
Sou humildemente, uma mulher_menina.
E, se não aprendesse a delegar, a priorizar e a me divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável.
É ter tempo!


Tempo para fazer nada.


Tempo para fazer tudo.



Tempo para dançar uma lambada louca na sala. (com o Lucas dançando junto)


Tempo para bisbilhotar uma loja de livros, de roupa, de discos...


Tempo para sentir o amor.


Tempo para uma massagem.


Tempo para ver a novela.


Tempo para ir a Igreja, para orar e reconhecer a minha limitação diante desse Deus incomparável.

Tempo para receber aquela amiga que é consultora de produtos de beleza.


Tempo para fazer um trabalho voluntário.


Tempo para conhecer as pessoas e suas opiniões.


Voltar a estudar.


Tempo para escrever no diário que será editado pelo R.Quintas.


Tempo, principalmente, para descobrir que posso ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.
Porque minha existência não é contabilizada por um relógio




Existir, a que será que se destina?

Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

Ando muito antiga. Andei acreditando que, se não fosse super, se não fosse mega, se não fosse uma TUDO ISO 9000, não seria bem avaliada.

Estou tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem. E para que?

Preciso respeitar o mosaico de mim mesma, privilegiar cada pedacinho da Camila.

Se o trabalho é um pedação de minha vida, ótimo!
Nada é mais elegante do que ser independente.
Porque; mulher que se sustenta fica muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que me mantinha trancafiada em casa, espiando a vida pela janela.





Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C. (minha cor favorita é o matte #dica)
Mas, se preciso vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, estava precisando rever meus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'





Camila Verçosa- mãe, filha, mulher_menina, modelo e a blogueira que vos escreve.
E confusa a maior parte do tempo.

1 de dez de 2009

Coisa do Dia

"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente e quando a mente muda a gente anda pra frente e quando a gente manda ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura, na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente molda o futuro" Gabriel

"Mude. Mas comece devagar,
Porque a direção é mais importante que a velocidade ...
Mude. Lembre-se que a vida é uma só ...
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!" Pedro Bial



Recebi um email olha que legal;
SIGNIFICADO DAS CORES E DE SEU ANIVERSÁRIO

Isto é divertido então veja o que acontece, mas não trapaceie

Não trapaceie. Se você é honesto, esse teste diz a verdade.
Isso é muito bom... Escreva suas respostas em um pedaço de papel, e SEM TRAPAÇAS! As respostas estão no final.

1. Qual cor você prefere: vermelho, preto, azul, verde ou amarelo?
- preto e azul
2. Qual é a inical do seu nome?
- C
3. Seu mês de aniversário?
- Dezembro
4. Que cor você gosta mais: preto ou branco?
- Branco
5. Nome de uma pessoa do mesmo sexo que o seu.
- Julia e Tata
6. Qual seu número favorito?
- 7
7. Você prefere voar ou dirigir?
- voar
8. Você prefere lago ou oceano?
- oceano
9. Faça um pedido (um pedido realista).
- quero ter tempo essa semana de resolver AS MINHAS COISAS.

Quando terminar, abaixe a página (não trapaceie!)






























.





















Respostas

1. Se você escolheu:
Vermelho - Você é alerta e sua vida é cheia de amor
Preto - Você é conservador e agressivo
Verde - Sua alma é relaxada e você é meio preguiçoso e
despreocupado
Azul- Você é espontâneo(a) e ama beijos e afeto
das pessoas amadas
Amarelo - Você é muito feliz e dá bons conselhos
àqueles que esão pra baixo....

2. Se sua inicial é:
A-K Você tem muito amor e amizades em sua vida
L-R Você tenta aproveitar a vida ao máximo e sua
vida amorosa está próxima de aflorar
S-Z Você gosta de ajudar os outros e se futuro amoroso
parece muito bom...

3. Se você nasceu em:
Jan-Mar: O ano será muito bom para você e você descobrirá
que irá se apaixonar por alguém totalmente inesperado
April-June: Você terá um forte relacionamento amoroso que
nao irá durar bastante, mas memórias irão durar para sempre
July-Sep: Você terá um ótimo ano e irá passar por uma grande
mudança para melhor em sua vida
Oct-Dec: Sua vida amorosa não será assim ótimoa, mas você irá
encontrar sua alma gêmea eventualmente

4. Se você escolheu:
Preto: Sua vida tomará um rumo diferente, irá parecer difícil
no momento mas será o melhor para você e você será grato pela
mudança.
Branco: Você terá um amigo completamente fiel à você e que por você
faria qualquer coisa, mas talvez você não perceba isso.

5. Essa pessoa é seu melhor amigo

6. Esse é o número deamigos próximos que você tem em sua vida


7. Se você escolheu:
Voar: Você gosta de aventuras..
Dirigir: Voce é uma pessoa despreocupada e meio preguiçosa.

8. Se você escolheu:
Lago: Você é leal à seus amigos e amante e você é bastante reservado.
Oceano: Você é espontâneo(a) e gosta de agradar aos outros.