17 de dez de 2009

Ninguém sente inveja de você.

Relaxa querida. 




"(...) Chega. Chega de se comportar assim. Como se estivesse lutando pelo posto de rainha da bateria. De Miss Maravilha do Mundo. Basta dos ataques, dessa competitividade suburbana de eu-sou-a-melhor, todo-mundo-me-lê, todo-mundo-me-copia, eu-sou-a-mais-do-pedaço. Ninguém tá ligando a mínima se você corre, se você lê, se você é a favor da adoção de cachorro abandonado, se você gosta de dizer que é romanticazinha, se adicionou no seus vídeos favoritos musicas declarativas de amor "pos ele", se sua amiga/irma é presente na sua vida ou se aplicou Botox nessa sua testa sem expressão. Ou se você é assim porque ainda não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a primeira da classe. Esse teu afã psicopata de vencer todas as paradas só te deixa ridícula. E me faz querer usar um termo que odeio quando é usado nesses termos: Mulherzinha burguesa é que tem essa mania de estar sempre desconfiada das amigas, porque todas teriam inveja do seu corpão e do seu cabelão estilo falso-loiro-natural-cinco-tons. Lamento informar, querida, que ninguém sente inveja de você...

O movimento incrível chamado "saia do personagem" gerou a maior revolução por todo lado! O povo tendo opção e oportunidade gosta de melhorar, o que falta é incentivo."




Para mulheres não invejadas por ninguém.

Diga aí.

Digo não a esse tipo de mulher.

Clica aqui pra você se inspirar.

Nenhum comentário: