23 de dez de 2009

Quem é você?

Sou essa ai da foto, mas não é só o que vocês veem na foto. Diferente das demais pessoas que fazem descrições como essa, que são todas inteligentes, e além de tudo são; bonitas, simpáticas, ricas, sabem tocar, cantar, atuar, modelar, vestir e ainda são espirituosas e felizes 24 horas por dia, eu não sou nenhum gênio, não sou nenhum ícone de beleza, preciso viver e aprender muito, as vzs não sou socialmente espirituosa ou conformada com os seres humanos instalados neste mundo.
Queria deixar claro que não sou essa "bio"
Não sou essa descrição. Portanto, não me julgue pelo que você lerá e verá...
E por mais unidades eletrônicas de informação que esse espaço virtual comporte, ele jamais será grande o suficiente para me descrever.
Acho muito falho falar de si mesmo, pois, tudo depende do ponto de vista, e a toda hora estamos mudando e evoluindo, então é difícil responder com precisão quem sou eu! Mas se essa é a pergunta, pressuponho que é conveniente ressaltar o meu ponto de vista sobre mim, apesar dele, provavelmente, não representar com fidelidade total quem sou eu. O movimento incrível chamado "saia do personagem"  gerou a maior revolução por todo lado! O povo tendo opção e oportunidade gosta de melhorar, o que falta é incentivo.

Após esses esclarecimentos iniciais, sem maiores delongas, comecemos essa descrição;

Sou Filha de Deus. Aluna do Cristo. Sou a mãezinha do Lucas.  Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer. Sou cheia de manias. Cansei do evangeliquês. Escolho. Não vejo por esse lado. Sou de Jesus para sempre. Silêncio.

Meu coração guarda uma paixão beirando o escândalo pelo meu filho. Tenho carências insolúveis. Neurastênica.Teimosa. Muito amorosa e doce. A fé consegue. Menos é mais. Não suporto esse papo de "arte pela arte" e sei que arte não precisa de justificativas.
It’s only rock’n’roll and we like it! Acho que a morte e o mal humor não são esse horror que todo mundo fala, não são o fim, são simplesmente intercessões da humanidade.
Meu caminho é cada manhã. Leio 3 livros ao mesmo tempo e confundo quem tinha mãe ausente de quem usava drogas. Os livros me fazem chorar. E como o Nelson Rodrigues me ensinou acho que existem 2 ou 3 livros totais, é preciso rele-los sempre. A Bíblia é a minha maior onda. Dos cegos do castelo me despeço e vou. Não sou parâmetro para filmes, pois choro e durmo em todos. Me poupe da sua amizade. Amo trabalhar. Estudar é devaneio de realidade. Gosto de arte. Danço esquisito, como toda mãe que se preze. Detesto gente grosseira. Acredito na delicadeza. Tantas vzs e com quem merece carinhosa. Raivosa, quando me sinto atacada.Vai ver se eu tô la na esquina, devo estar.
Respeito a família.
Desejo mudar de desejo. Já fui incrivelmente feliz, e, hoje sou incrivelmente alegre. E excessivamente triste.
Sou mulherzinha e gosto. Carrego o nome do meu filho na mão, pois é por ele que eu vou e é por ele que eu volto.
Minha educação esconde meu ódio. Não gosto de chocolate.
Um dia me vi, pensei que era outra. Vamos fazer um filme- legião urbana-
Só gosto do banco da frente dos carros. Mas não imponho a minha pessoa a ninguém. Não imploro afeto. Não sou indiscreta nas minhas relações. Assunto secreto é coisa de gente mal resolvida. Acho tudo fora do lugar. Uso óculos gigantescos. Acredito e preciso de uma fé reformada, integral e aplicável. Calvinista. Não acredito no liberalismo. Direita; talvez. 
Ficou bem claro pra mim que a obediência do coração é o elemento principal para que eu seja "sacrifício vivo" afim de que experimente a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.
Meio século depois da revolução feminista caracterizada na precípua da liberação sexual, que fez dela instrumento na obtenção de uma hegemonia feminina dentro e fora dos lares; Vivo em um tempo que usa vaidade como moeda, desvaloriza e ridiculariza o papel fundamental proposto pelo Criador para todas as mulheres. Percebo que o legado hedonista reverbera também sobre a mulher cristã, acarretando em escolhas que ignoram o prumo da palavra de Deus.
O clamor escrito por Paulo aos romanos, para não tomarmos a forma deste mundo me ensina buscar a transformação que se inicia pela renovação da mente é o contraponto, uma adaptação necessária, um ajustamento lógico e oportuno, legitimado pela inserção no Reino. Preocupo-me em adquirir novos conhecimentos, hábitos consistentes e inalteráveis para colocá-los em pratica.
Escolhi que somente o Senhor pode reconduzir-me à liberdade original. Ele é o espelho que quero me olhar e tornar conhecido, é o prumo que persigo para fazer a base do meu caráter, personalidade e temperamento todos os dias para que a cada dia eu tenha uma vida melhor. Oro e vivo pra que Ele seja percebido  independentemente da posição, exposição e cultura organizacional.

"Só acho" que você também poderia pelo menos ser uma pessoa ponderada e me respeitar. 

Tenho poucos e maravilhosos amigos, porque acho mais inteligente ser seletivo a respeito daqueles que você escolhe para contar os seus segredos.
Então, se sou chata, não incomodo ninguém que não queira ser incomodado.
Chateio aqueles que não me acham uma chata, por isso me querem ao seu lado.
O que te provoco, se, e somente se provoco, não me diz respeito.
Acho sim, que, às vzs, dou trabalho.
“Mas é como ter uma BMW: se você não quiser ter que pagar o preço da manutenção, mude para um fusca velho, bolas e não encha minha paciência.”
Meu coração tem o peso da luz, da música, das palavras o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. É a lágrima e o sorriso.
Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.

Todo amor que houver nessa vida pra vocês.
.
No fundo, no fundo é isso, mas não é só isso.

Um comentário:

SIMONE OLIVEIRA disse...

amooooooooo ler as coisas que vc escreve..... super bacana...... parabens!!!!!!!