5 de ago de 2010

Saudade de vocês.

Quando você vai embora de nós o pronome parte-se ao meio e você só leva o "s". E o que adianta? se comigo sobra o nó na garganta.
E dá-lhe espaço que cabe quase o mundo inteiro no meio do esofago apertado com aquele nó de marinheiro que eu nunca sei desatar. Talvez o turbilhão de novidades que vem depois faça o trabalho de me fazer pensar que as vezes é bonito sabe, deixar as coisas e ir viajar. É ela. Tá aqui. Bem aqui dentrino de mim, a saudade é uma menina faceira que fica dançando perto, muito perto aonde quer que eu vá.
É todo mundo por aqui, não consigo tirar.

Um comentário:

Mari. disse...

saudades de vc!