28 de mar de 2011

O amplo sentido da elegância




Há algum tempo defini elegância como um todo difícil de ser julgado separadamente. Ela tem uma latitude muito maior, um sentido muito mais amplo Abrange a boa educação, as normas de conduta e caráter, enfim todo um sistema de vida. Inclui desde a maneira de tratar as pessoas, expressar-se, escrever, manter as amizades, respeitar os ausentes, conduzir os negócios, dirigir, tomar e/ou dar lugar num coletivo, entrar num táxi, entrar ou sair do elevador, sentar-se e levanta-se, cumprimentar, pedir licença, agradecer, e, acima de tudo a suprema elegância de desculpar-se.



A mulher elegante

A mulher elegante é aquela que se veste não só de acordo com a moda e com o seu tipo, mas apropriadamente para cada circunstancia? Por certo que sim. Mas não apenas isso. A elegância da mulher tem estreitas conotações com o seu modo de ser e de viver.

É elegante na decoração da sua casa, na organização das suas reuniões, na hospitalidade com que recebe os amigos, na discrição com que se refere às amigas, na delicadeza com que presenteia e simplicidade com que agradece. Aceita as homenagens não como se lhe fossem devidas, mas por polidez para com aquele que a homenageia. É elegante na direção de seu carro, na pratica dos esportes e, principalmente, no antiexibicionismo. Mas é muito mais elegante na sua conduta familiar e social. E é ainda elegante no tratamento dispensado a todos que lhe prestam serviços. É elegante também no tom de voz e nas expressões. Não fala alto, não critica, na fofoca, não é desleal e tanto mais!





Provérbios 14:1 Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.



O homem elegante



A esta altura, como qualificaremos o homem elegante? Aquele que sabe vestir-se correta e apropriadamente para qualquer ocasiao? Por certo que sim. Mas nao só isso. O homem verdadeiramente elegante nao se veste apenas com elegancia, mas de bondade e assim vive em estado de elegancia. É cortes e bem educado. Trata com deferencia (sem subserviencia, leia-se bajulacao) os seus superiores, com simpatica cordialidade os iguais e com superioridade amavel os que lhe sao inferiores, para o caso das relacoes de negocios. É atencioso e solicito para com os idosos. Homenageia a sua mulher com senso de humor e trata as outras com cortesia e austeridade. O homem elegante nao quebra a palavra dada, nao falta os compromissos sem um motivo justo, nao chega atrasado, nao se esquece de agradecer as atencoes recebidas nem de retribuli-las, nao grita, nao faz uso de palavrao, nao é maledicente, nao mente e nao é indiscreto. Por outro lado, ao classificarmos como deselegancia trapacear nos negocios, ser desleal aos amigos, estamos concluindo que elegancia é um todo indivisivel, e nao uma atitude circunstancial,

De onde se deduz que, para elegancia, nao ha uma definicao absoluta. Ligada como as qualidades de gosto, de bom gosto, de educacao de correcao moral e de apuro social, ainda assim nao é privilegio de alguns, mas de todo aquele que esta em harmonia consigo mesmo e com o proximo, como o seu tempo e com o mundo em que vive.

Nenhum comentário: