30 de dez de 2012


Meu coração bate forte e escandaloso Meu coração é doloso, teimoso. Meu coração é charrete dos meus pulos batuta dos meus pulsos, mestre-sala, tambor. É um ator. Simula que está dormindo e acordado fabula o sonhador. Meu coração é mais que um órgão de artérias e enfartos ele é o tempo que passo sintonizada com a vida uma escola de samba que me arrasta em alas pela avenida é o dial do meu percurso é o relógio de pulso que margeia meus rios é a fluência que eu tenho espalhada no Tocantins dessa estrada. Às vezes parece bobo meu coração...pisa forte sem carinho com decisão inda admira as pessoas.Generoso e ensina aos do ninho o que avista.Ansioso me ordena rápidas premissas, mente pra mim, me enrola dizendo que vai pro culto e quer que eu o leve a sério. Sou rendida aos seus segredos e atenta aos seus caprichos Ele gosta de amar, tem um jeito maquinista de transformar dor em poesia, meu coração é o tal. Meu coração se copia e me mostra tudo menos, o original."

To falando, não confio nele Juvenal.

Nenhum comentário: