10 de abr de 2012

Essa tal liberdade e felicidade, cadê

Tenho certeza que você quer ser livre e feliz. Então faça o seguinte: esqueça a liberdade e a felicidade. Preste atenção na Voz. Quando você ouvir a Voz e fizer o que ela mandar, então a liberdade e a felicidade chegarão sem que você se dê conta.




Imagino que você é uma pessoa muito parecida comigo. Quando as coisas não vão muito bem, você fala sem parar - mesmo que suas palavras não saiam da sua cabeça, tenta resolver do seu jeito e acha que "quem sabe faz a hora, não espera acontecer". Se for do tipo que acha que as coisas acontecem para quem se mexe, e mesmo que você seja uma daquelas pessoas que não têm muita iniciativa, no fundo sente uma pequena culpa achando que poderia se mexer mais. Em síntese, sabe que o tempo não para, e que a melhor coisa que você tem a fazer é ir à luta: falando e fazendo um monte de coisas.



Tudo errado. Nossas palavras e ações não são suficientes para colocar as coisas em ordem. Somente a Voz sabe o que, porque, para que, quando e como as coisas devem ser feitas. Agora preste atenção: tenho uma notícia boa e outra ruim. A boa é que a Voz quer contar o segredo da liberdade e da felicidade para você. A ruim (que na verdade é boa, mas quase ninguém acredita) é que a primeira coisa que a Voz vai dizer para você é que você precisa de uma profunda transformação para experimentar a liberdade e a felicidade.



A Voz vai dizer para você que a felicidade está dentro, e que quando você for você mesmo, a felicidade será natural, porque o que faz você infeliz é tentar ser o que todo mundo diz que você deve ser-ter-fazer-conquistar e por aí vai. Para saber quem você é de fato, você tem que ouvir a Voz. A Voz vai funcionar como um espelho, onde você vai ver sua imagem falsa e seu semblante desfigurado, e vai sussurrar no seu coração como você deve ser. E a melhor coisa que você terá a fazer será obedecer a Voz.



A Voz também vai dizer que as correntes que impedem você de experimentar a liberdade atende pelo nome de "egoísmo". A Voz vai dizer que enquanto você estiver vivendo em busca da liberdade e da felicidade tudo o que você vai conseguir é se tornar cada vez mais escravo dos seus desejos, arroubos de arrogância e caprichos. A Voz vai dizer que quando você fizer morrer seu ego infantil e melindroso e se converter ao seu próximo com amor, a liberdade vai bater à sua porta. Ninguém é tão livre quanto aquele que já não vive para si mesmo.



Livre é quem rompe os grilhões do egoísmo. Esse também é feliz.

Um comentário:

Erika Mota disse...

A voz disse hoje: "Não se preocupe, seja feliz. A resposta está nas escrituras. Leia em primeira pessoa."