28 de nov de 2011









O único final feliz para uma história de amor é um acidente?

 Não Sebastião! Um amor tem que ter qualquer coisa além da beleza, uma beleza que vem da certeza de se saber que somos feitos para amar, e pra ser perdão, qualquer coisa de alegria, qualquer coisa que chora qualquer coisa que sente saudade, um tempo que ora, a vida que vai e a porta que

se abre, uma janela que olha a chuva, uma tenda que se expande, a consciência do além dentro de nós na pessoa de Jesus e com Ele novas cores, novo tudo. Qualquer coisa depois do sublime, que vem do nosso todo dia.  

Nenhum comentário: