13 de set de 2010

Quando a porta do secreto tá aberta

Depois de tudo, ainda to sem o que dizer.
Tantas perguntas. Além de tudo o PARA QUE essas coisas aqui dentro.
Será possível Senhor?
Antes como de costume, fui ler Isaías 54. Fica feio falar, como de costume, preciso explicar né? Tenho um carinho especial por esse profeta e esse texto marcou  aquele dia e todos os dias subseqüentes. Cada vez me deparo com alguma coisa diferente. Estudando o contexto então... (Um dia vai ter post sobre Isaías) Bele?! Não seja bobo e tire já daí esse pensamento de que eu sou presa a coisas antigas. Será que você tem uma pequena noção a quantos anos, nós estudamos as Escrituras Sagradas? De Jesus até aqui pelo que me consta tem uns 2010 anos...
Voltando;

Na leitura indicada o primeiro livro me fez parar e chorar tudo de novo. Aquelas coisas de boca no pó, que vocês bem sabem. Hoje tô tão caladinha, no colo, esse colo único que me tirou de um turbilhão, da mesmice, da escravidão, fez aliança, me assegura tudo novo e nenhuma divida! Olha que Amor!

Vamos caminhando pra Nova Jerusalém. Quem estiver verdadeiramente do meu lado, vai entrar também nesse lugar prometido e com a presença do Santo de Israel.
Que Ele não falte NUNCA!
O tempo é novo. De mudanças todas. Assovio das cotovias. Rasgou aqui. Vazei. É sempre amor demais. Chorei. Só escrevo para deixar bilhetinhos debaixo das portas, e o nosso amigo/diário/relações publicas o blog que voce esta lendo é uma portassa!

Abro  pra vocês;

Jeremias 30

A palavra que do SENHOR veio a Jeremias, dizendo:
Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Escreve num livro todas as palavras que te tenho falado.
Porque eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que farei voltar do cativeiro o meu povo Israel, e de Judá, diz o SENHOR; e tornarei a trazê-los à terra que dei a seus pais, e a possuirão.
E estas são as palavras que disse o SENHOR, acerca de Israel e de Judá.
Porque assim diz o SENHOR: Ouvimos uma voz de tremor, de temor mas não de paz.
Perguntai, pois, e vede, se um homem pode dar à luz. Por que, pois, vejo a cada homem com as mãos sobre os lombos como a que está dando à luz? e por que se tornaram pálidos todos os rostos?
Ah! porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante; e é tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será salvo dela.
Porque será naquele dia, diz o SENHOR dos Exércitos, que eu quebrarei o seu jugo de sobre o teu pescoço, e quebrarei os teus grilhões; e nunca mais se servirão dele os estrangeiros.
Mas servirão ao SENHOR, seu Deus, como também a Davi, seu rei, que lhes levantarei.
Não temas, pois, tu, ó meu servo Jacó, diz o SENHOR, nem te espantes, ó Israel; porque eis que te livrarei de terras de longe, e à tua descendência da terra do seu cativeiro; e Jacó voltará, e descansará, e ficará em sossego, e não haverá quem o atemorize.
Porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te salvar; porquanto darei fim a todas as nações entre as quais te espalhei; a ti, porém, não darei fim, mas castigar-te-ei com medida, e de todo não te terei por inocente.
Porque assim diz o SENHOR: A tua ferida é incurável; a tua chaga é dolorosa.
Não há quem defenda a tua causa para te aplicar curativo; não tens remédios que possam curar.
Todos os teus amantes se esqueceram de ti, e não perguntam por ti; porque te feri com ferida de inimigo, e com castigo de quem é cruel, pela grandeza da tua maldade e multidão de teus pecados.
Por que gritas por causa da tua ferida? Tua dor é incurável. Pela grandeza de tua maldade, e multidão de teus pecados, eu fiz estas coisas.
Por isso todos os que te devoram serão devorados; e todos os teus adversários irão, todos eles, para o cativeiro; e os que te roubam serão roubados, e a todos os que te despojam entregarei ao saque.
Porque te restaurarei a saúde, e te curarei as tuas chagas, diz o SENHOR; porquanto te chamaram a repudiada, dizendo: É Sião, já ninguém pergunta por ela.
Assim diz o SENHOR: Eis que farei voltar do cativeiro as tendas de Jacó, e apiedar-me-ei das suas moradas; e a cidade será reedificada sobre o seu montão, e o palácio permanecerá como habitualmente.
E sairá deles o louvor e a voz de júbilo; e multiplicá-los-ei, e não serão diminuídos, e glorificá-los-ei, e não serão apoucados.
E seus filhos serão como na antiguidade, e a sua congregação será confirmada diante de mim; e castigarei todos os seus opressores.
E os seus nobres serão deles; e o seu governador sairá do meio deles, e o farei aproximar, e ele se chegará a mim; pois, quem de si mesmo se empenharia para chegar-se a mim? diz o SENHOR.
E ser-me-eis por povo, e eu vos serei por Deus.
Eis que a tempestade do SENHOR, a sua indignação, já saiu; uma tempestade varredoura, cairá cruelmente sobre a cabeça dos ímpios.
Não voltará atrás o furor da ira do SENHOR, até que tenha executado e até que tenha cumprido os desígnios do seu coração; no fim dos dias entendereis isto.

Sempre gratidão por todas as palavras. Pela Sua palavra que me corrige, aconselha e conforta.
Obrigada.
 
 
Tudo é teu.
 
E eu só sou capaz de te amar. A porta esta sempre aberta ta?!

Nenhum comentário: