11 de abr de 2009

Bandeirada

HISTÓRIA DA RIQUEZA DO HOMEM
Leo Humberman

Geralmente não indico livros, hasteio bandeiras. Esta é mais uma bandeira que levanto hoje. Cansada porque a leitura é chata no começo mas com fé todo santo vai...
O livro tenta explicar a história pela teoria econômica, e a teoria econômica pela história. Não é uma história econômica nem uma história do pensamento econômico, mas um pouco de ambas e mostra de onde vem todo o conceito de riqueza, acumulo, expansão, fracasso... Tudo isso relacionado ao dinheiro.
Aqui explica-se o porque de tantas perguntas, antiiiiigas. Fiquei feliz em terminar, e achei importante compartilhar.

Leiam:



DE ONDE VEM O DINHEIRO???

O dinheiro só se torna capital quando é usado para adquirir mercadorias ou trabalho com a finalidade de vendê-los novamente com lucro.

O lucro vem do fato de receber o trabalhador um salário menor do que o valor da coisa produzida. O capitalista é dono dos meios de produção - edifícios, máquinas, matéria prima, etc.; compra a força de trabalho. É da associação dessas duas coisas que decorre a produção capitalista.

O dinheiro não é a única forma de capital. Um industrial de hoje pode ter pouco ou nenhum dinheiro, e não obstante ser possuidor de grande volume de capital. Pode ser dono de meios de produção. Isso, o seu capital, aumenta na medida em que ele compra a força de trabalho.

Haverá uma moral para os capitalistas, sempre..., na história de como os indianos pegam macacos, contada por Arthur Morgan? “Segundo a história, tomam de um coco e abrem-lhe um buraco, do tamanho necessário para que nele o macaco enfie a mão vazia. Colocam dentro torrões de açúcar e prendem o coco a uma árvore. O macaco mete a mão no coco e agarra os torrões, tentando puxá-los em seguida. Mas o buraco não é bastante grande para que nele passe a mão fechada, e o macaco, levado pela ambição e gula, prefere ficar preso a soltar o açúcar”.

Boa leitura.

Nenhum comentário: